Home » » Secretaria da Saúde atualiza casos suspeitos de microcefalia na Paraíba.

Secretaria da Saúde atualiza casos suspeitos de microcefalia na Paraíba.

Imagem da internet
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), recebeu até a 6ª Semana Epidemiológica deste ano 766 notificações de casos suspeitos de microcefalia relacionada ao vírus Zika, distribuídos em 122 municípios paraibanos.

De acordo com a SES-PB, dos 766 casos notificados, 423 estão em investigação, 56 foram confirmados para microcefalia relacionada à infecção congênita, e 287 foram descartados. Os municípios com o maior número de notificações de casos suspeitos são João Pessoa (306); Patos (36); Sapé (22) e Bayeux (21). Quanto ao número de óbitos, foram notificados 14 óbitos suspeitos.

De acordo com a Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da SES-PB, a microcefalia, independente da causa, já é uma condição confirmada. No entanto, se tratando da vigilância de microcefalias relacionadas ao vírus Zika, todos os casos que, após revisão da aferição das medidas, dos exames ou do critério de enquadramento não estejam contemplados nas definições estabelecidas para relação com infecção pelo zika vírus, são descartados, de acordo com o Protocolo de Vigilância e Resposta à Ocorrência de Microcefalia Relacionada à Infecção pelo Vírus Zika, da SVS/MS.

“O Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc) é o sistema de informação oficial para registro de todas as anomalias congênitas identificadas no pós-parto. Por conseguinte, todos os casos diagnosticados de microcefalia, relacionados ou não à infecção pelo vírus Zika deverão ser notificados oficialmente neste sistema, que tem o objetivo de fornecer informações sobre as características dos nascidos vivos”, explicou a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Renata Nóbrega.

O protocolo de vigilância e resposta à ocorrência de microcefalia relacionada à infecção pelo vírus zika da SVS/MS está disponível na íntegra no seguinte endereço eletrônico:

http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/dezembro/08/Microcefalia—Protocolo-de-vigil–ncia-e-resposta—vers–o-1—08dez2015-14h30.pdf 

Para outros esclarecimentos, deve-se entrar em contato com o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), por meio do seguinte endereço eletrônico: cievs.pb@gmail.com ou pelo telefone: 0800-281-0023.

Confira Aqui a lista de casos de microcefalia por município.




secom
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário