Home » » Com salários atrasados, profissionais da limpeza do Trauma param atividades.

Com salários atrasados, profissionais da limpeza do Trauma param atividades.


Profissionais do setor de higienização do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, pararam as atividades na manhã de hoje (27) por falta de pagamento. Mais de 30 pessoas fardadas realizaram um ato em frente a unidade hospitalar cobrando a efetivação dos salários, que estão atrasados há dois meses.

Uma média de 148 profissionais atuam na limpeza durante os quatro plantões do Trauma, e segundo o diretor da unidade, Geraldo Medeiros, esses funcionários são terceirizados e a Staff, empresa que gerencia os serviços, não dispõe de certidão negativa junto à Receita Federal. “O hospital já empenhou o pagamento, mas o sistema só libera se a empresa estiver quite com todos os tributos”, ressaltou.

O diretor da Staff, Wildelano Fernando, disse que a empresa foi pega de surpresa com essa pendência junto a Receita Federal, mas agendou para esta quinta-feira (28) uma reunião para discutir sobre esse problema. “Até quarta-feira da próxima semana, ou até antes, pretendemos resolver essa situação”, enfatizou.




JPOnline
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário