Home » » Diretoria de Pesquisa indica quatro estudantes para premiação do CNPq.

Diretoria de Pesquisa indica quatro estudantes para premiação do CNPq.


A Diretoria de Pesquisa do IFPB está comemorando o aumento no número de estudantes indicados da instituição para concorrer ao 13º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A premiação é voltada para os que fizeram parte dos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e de Desenvolvimento Tecnológico (PIBITI).

A seleção do IFPB foi feita a partir da premiação do I Simpósio de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFPB (I Simpif), em 9 a 11 de dezembro de 2015, envolvendo projetos desenvolvidos de 1º de agosto de 2014 a 31 de julho de 2015, conforme estabelece o Regulamento do Prêmio. O evento foi organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa Inovação e Pós-Graduação do IFPB.

“A indicação desse prêmio sinaliza resultados progressivos e satisfatórios da pesquisa do IFPB, visto que, no ano passado, a instituição indicou apenas um projeto ao Prêmio. Nesta edição, indicamos quatro estudantes de cursos diferentes, o que representa o avanço da pesquisa em várias áreas de atuação do IFPB”, destaca a diretora de Pesquisa, professora Girlene Formiga.

Os indicados são dos campi João Pessoa, Sousa, Picuí e Princesa Isabel. Os estudantes indicados revelam interesse crescente pelo mundo da pesquisa e ressaltam o fato dos projetos terem aplicabilidade social.



Uma das indicadas foi a estudante de Agroecologia, do Campus Picuí, Sebastiana Joelma de Azevedo Santos (foto), orientada pelo docente José Lucínio de Oliveira Freire. O projeto envolveu um biofertilizante que pode ser utilizado até em águas com restrições alcalinas para produção de mudas de gliricídia, leguminosa que serve para o pasto. “Há condições da aplicabilidade dessa tecnologia no campo utilizando-se os próprios recursos disponíveis na propriedade do pequeno produtor e criador de animais, para que eles possam ter capacidade produtiva também no período de aridez”, aponta Joelma. Ela acrescenta que já ministrou palestra disseminando esse conhecimento para agricultores familiares do município de Baraúna, no semiárido do Curimataú.

O indicado Reynaldo Borges, estudante de Química da Capital, conta que desde o 2º período da Licenciatura participa do grupo de pesquisa em Tecnologias Sustentáveis de Tratamento de Águas. No projeto de pesquisa orientado pelo professor Gesivaldo Figueiredo, eles desenvolveram um filtro com substrato da casca do marisco, para a comunidade Rural Panasco e Raimundo que fica entre os municípios de Conceição/PB e Mauriti/CE. Antes a água vinda de poços não passava por nenhum tratamento. “A escassez hídrica vem atingindo várias regiões, com isso, os métodos convencionais de tratamento serviram para melhorar a qualidade da água ofertada nestas comunidades com escassez deste recurso”, ressaltou Reynaldo.

Conheça Aqui a relação completa dos indicados ao Prêmio e detalhes sobre os projetos.



Edição: Ana Carolina Abiahy - jornalista do IFPB com material da PRIPIPG
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário