Home » » Nove dos 12 deputados paraibanos votam a favor do impeachment. SAIBA QUAIS:

Nove dos 12 deputados paraibanos votam a favor do impeachment. SAIBA QUAIS:


Apenas Luiz Couto, Damião Feliciano e Wellington Roberto votaram contra o prosseguimento do processo para o Senado.

Como já era esperado, a bancada paraibana na Câmara dos Deputados votou majoritariamente favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). 

Dos 12 deputados federais do Estado, nove votaram pela admissibilidade do processo e apenas três foram contra. O deputado Wellington Roberto (PR), que era a única dúvida antes da votação, seguiu a orientação do partido e e se posicionou contra o impeachment. O parecer pelo impedimento foi aprovado e agora segue para o Senado Federal.

A Paraíba foi o 24º Estado a participar da votação. O primeiro deputado a declarar seu posicionamento foi Aguinaldo Ribeiro (PP). Ex-ministro das Cidades do governo Dilma e líder da bancada progressista, Ribeiro votou seguindo o posicionamento fechado pela legenda de apoio ao impeachment. “Respeito a maioria absoluta do partido, que fechou questão, sou líder da maioria e não de uma minoria. Por isso, sigo meu partido”, disse ao declarar o sim.

Após Aguinaldo, votou o deputado Benjamin Maranhão (SD), que chegou a chamar a presidente de ladra durante a declaração de posicionamento pró-impedimento. “Meu voto está fundamentado no relatório que foi aprovado na comissão especial, relatório que aponta crime de responsabilidade da presidente Dilma Rousseff. Hoje o julgamento é político, mas depois ela vai responder criminalmente”, disse.

Também votaram a favor do impeachment os deputados Efraim Filho (DEM), Hugo Motta (PMDB), Manoel Junior (PMDB), Pedro Cunha Lima (PSDB), Rômulo Gouveia (PSD), Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) e Wilson Filho (PTB).

“É um ato ilegítimo, é um golpe contra a democracia. A população vai reagir contra esse golpe, contra os traíras, contra os golpistas”, declarou Luiz Couto (PT). Além do petista, se posicionaram contra o impeachment os deputados Damião Feliciano (PDT) e Wellington Roberto (PR).




JPOnline
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário