Home » » PEDRA LAVRADA E NOVA PALMEIRA: dirigentes do SINPUC se reúnem com prefeitos.

PEDRA LAVRADA E NOVA PALMEIRA: dirigentes do SINPUC se reúnem com prefeitos.


O secretário geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Seridó e Curimataú (SINPUC), Sebastião Santos, se encontrou, ontem, com o prefeito e servidores de Pedra Lavrada para discutir demandas de interesse dos trabalhadores.

No mesmo horário, em Nova Palmeira, Edilândia Ferreira, presidente do SINPUC e Roselita Silveira, secretária de Finanças, se reuniram com o prefeito, o assessor jurídico e o contador do município, Sérgio Torres, para discutir problemas do interesse dos sócios do sindicato.

Em Pedra Lavrada o dirigente, acompanhado das servidoras Maria Da Luz e Jeane Santos, discutiram com o prefeito, Roberto Cordeiro, uma pauta com oito pontos: pagamentos atrasados, destinação dos recursos da Assistência Financeira Complementar (AFC) enviada para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE), excesso de jornada do pessoal da saúde, fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), pagamento dos quinquênios de parte dos servidores, fornecimento de material de expediente para o pessoal da infraestrutura, garantia de isonomia salarial para os odontólogos e o pagamento do 13ª salário.

A pauta discutida com o prefeito de Nova Palmeira, José Felix, teve três  pontos:  cumprimento da data-base para o crédito dos salários dos servidores, aumento para os que recebem acima do mínimo nacional e instituição do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da Saúde (PCCRS).

Encaminhamentos

Roberto Cordeiro garantiu que paga os salários atrasados até o dia 10 de abril. Sobre os recursos da AFC, o prefeito disse que encaminhará para o sindicato um plano de trabalho que já vem sendo executado no município. Cordeiro informou que a jornada extra do pessoal da saúde é acompanhada pelo pagamento de horas-extras. Ele informou também que o fornecimento dos kit’s EPI’s será realizado até o dia 30 de abril, prioritariamente para os trabalhadores das secretarias de Infraestrutura e Saúde. Sobre o pagamento dos quinquênios, o prefeito disse que vai consultar a secretaria de Finanças para poder zerar as pendências.

O prefeito se mostrou surpreso com a falta de material de expediente para os trabalhadores da secretaria de Infraestrutura. Ele disse que vai se informar com o secretário da pasta e garantiu resolver o problema. O gestor explicou que a isonomia salarial já está garantida para os odontólogos e que, até o mês de julho credita o passivo do 13º salário.

Os dirigentes também falaram com Roberto Cordeiro sobre o PCCRS. O prefeito disse que o mandato já está quase no fim e não haverá tempo para implementar um plano agora. Mesmo assim se comprometeu em discutir o assunto e deixar a ideia encaminhada para a próxima gestão.

Em Nova Palmeira, José Felix afirmou que paga os salários atrasados dos professores e do pessoal da saúde até o dia 10. Os demais servidores receberão depois do dia 10, à medida que os recursos forem disponibilizados para a Prefeitura.

A gestão está fazendo um estudo financeiro para viabilizar os pagamentos de todos os servidores até o dia 10 de cada mês. Até maio, o administrador se comprometeu em enviar um calendário de pagamento para o sindicato.

Sobre o aumento salarial dos que recebem acima do mínimo, José Felix explicou que a folha já compromete 101% das receitas do município. Por esse motivo e alegando as circunstâncias da crise financeira nacional, ele disse que não tem condições de elevar salários.

O prefeito disse também que a implementação do PCCRS está comprometida pela falta de recursos. Ele garantiu que se houver elevação das receitas, o plano poderá ser concretizado.



SINPUC
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário