Home » » Diretor de cadeia na PB é baleado no pescoço e ex-presidiário é suspeito.

Diretor de cadeia na PB é baleado no pescoço e ex-presidiário é suspeito.


O diretor da cadeia de Solânea, Alberto de França Costa, foi baleado no pescoço na noite de domingo (22) durante uma tentativa de homicídio. Segundo informações do delegado Diógenes Fernandes, responsável por investigar o caso, o diretor foi baleado por um ex-presidiário. O caso ocorreu por volta das 22h de domingo, do lado de fora do ginásio da cidade de Solânea, no Agreste paraibano.

O suspeito foi identificado, mas está foragido. A polícia apreendeu cinco adolescentes que teriam participação no crime. De acordo com o delegado do caso, o suspeito e a vítima discutiram antes do crime. “Segundo as testemunhas, o suspeito saiu, pegou uma arma e retornou para atirar contra o diretor. Dois dos cinco adolescentes participaram diretamente para conseguir a arma usada pelo ex-presidiário na tentativa de homicídio”, explicou Diógenes Fernandes.

Ainda de acordo com o delegado, parentes do ex-presidiário estão presos na cadeia da qual a vítima é diretor. “Vamos investigar se a discussão iniciada pelo ex-presidiário foi um pretexto esconder alguma motivação para o homicídio. O suspeito não chegou a ficar sob custódia do diretor na época em que ficou preso, mas sabemos que dois irmãos dele estão reclusos em Solânea”, comentou o delegado.

O diretor ferido foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. O estado de saúde de Alberto de França Costa era considerado grave no momento em que foi socorrido. Conforme a assessoria do Trauma de Campina Grande, o diretor seguia internado até a manhã desta segunda-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado considerado regular.

O suspeito havia sido preso anteriormente por tráfico de drogas e roubo, segundo a Políci Civil. Ele seguia foragido até as 7h50 desta segunda-feira. Os adolescentes apreendidos foram encaminhados para delegacia de Solânea e devem ser denunciados ao Ministério Público da Paraíba.


G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário