Home » » Em Baraúna PB, PPS rompe com o Governo Municipal e distribui nota com a imprensa.

Em Baraúna PB, PPS rompe com o Governo Municipal e distribui nota com a imprensa.


A legenda alega falta de execução de um plano de governo, quebra de compromissos e falta de diálogo.

NOTA OFICIAL À IMPRENSA:

Tendo em vista recente diálogo e carta branca pra resolver as coisas no município em encontro com o Presidente Estadual do Partido Nonato Bandeira, assim como também, com o Secretário Geral Claiton e encontro realizado pela Comissão Executiva Municipal do Partido Popular Socialista-PPS, além de ouvir seus filiados em que foi discutida a continuidade da participação do Partido no atual governo, ou no do seu indicado para concorrer as Eleições 2016 como Pré-candidato a Prefeito, informamos à população baraunense o seguinte:

Foi aprovado pelos membros e filiados do Partido Popular Socialista  Comissão Executiva Municipal, que o PPS não deve mais continuar dando apoio ao atual governo (Alyson Azevedo), tendo em vista não concordar com a forma como esta sendo administrado nosso município, baseando-se em muitos fatos, quebra de acordos e compromissos, principalmente nos seguintes argumentos:

* As decisões administrativas e políticas mais importantes são tomadas junto à poucas pessoas, sem que o Prefeito reúna e ouça o seu Vice-Prefeito, secretariado, poder legislativo, sindicatos, as lideranças políticas, o PPS e os demais partidos que lhe ajudaram chegar ao Poder, (ou que se juntaram no decorrer da gestão como foi o caso do PPS que migrou após compromissos firmados com o prefeito e seus candidatos, inclusive o deputado Buba Germano e a ex-deputada Gilma Germano, durante a campanha para governo estadual de 2014), os quais poderiam colaborar muito nas tomadas de decisão, assim como também na própria forma de gestão, fato este já alertado várias vezes por integrantes de nosso partido;
* Assistência mínima ao homem do campo e área rural, principalmente com relação a uso de recursos próprios para encontrar soluções contra a seca sem esperar por iniciativas federais ou estaduais, reformas, limpezas de açudes, tanques, segurança rural e urbana, programa de apoio, incentivo agrícola e pecuário, dentre outras, posição esta sempre defendida pelo PPS;
* Inexistência de uma relação harmoniosa com parte do Poder Legislativo e Sindicatos durante grande parte do mandato;
* A questão da desapropriação, crescimento urbano desordenado e desorganizado, sem efeito prático nenhum, onde nunca fomos ouvidos para opinar;
* Reputação negativa do Governo criada junto à Comunidade, pelo fato de ter muita gente “mandando” e tomando decisões administrativas e políticas que caberiam ao Prefeito, assim como o Nepotismo praticado na gestão segundo denúncias, e suas responsabilidades referentes a entraves feitos para poder convocar, nomear e principalmente dar posse a novos servidores concursados sem ter que precisar ir a justiça;
* Demora exagerada nas decisões, na transparência, nos pedidos de informações, nas respostas de pedidos solicitados a administração (seja para servidores, vereadores, cidadãos), que atrasam as ações administrativas e torna o governo lento e ineficaz em várias áreas, diferente do que foi proposto durante a campanha eleitoral, que seria uma administração ágil, eficiente e transparente para “Reconstruir Baraúna” Invés de destruí-la;
* Imagem extremamente negativa da administração perante grande parte da população urbana e rural, devido aos inúmeros conflitos criados em diversas áreas da comunidade, que desgastaram enormemente o atual governo. Principalmente na área da saúde, agricultura, esporte, segurança e infraestrutura onde faltam melhores ações das Políticas Públicas;
* Falta de diálogo, respeito e trabalhos relacionados a segurança pública e também valorização dos servidores, respeitando suas necessidades para colaborarem de forma melhor (Com adequações na qualidade de vida no trabalho) com a “oficialização e colocação em prática do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração, junto com o Estatuto dos Servidores,” ambos criados e aprovados, faltando suas adequadas aplicações a benefícios dos Servidores.

Após análise de todos estes fatos, entre outros, o PPS na responsabilidade de seu presidente Jadiel Marreiro, decidiu pelo afastamento da administração municipal, sendo que no dia de hoje (01/Maio/2016) comunica oficialmente os motivos do rompimento. “O PPS tem o entendimento que todo o Governo é feito de erros e acertos, mas os erros, quando detectados, devem ser corrigidos imediatamente, para evitar que desgastem de maneira irreversível a imagem do Governo.” As esperanças depositadas pelo PPS e pela maioria dos baraunenses em um jeito diferente de administrar e um governo melhor acabaram frustradas e a decepção é muito grande. Esperamos muito, até demais, para que as mudanças acontecessem e nada foi melhorado. A esperança parece que morreu, junto com a seca e esta crise que eles insistem em aumentar, invés de melhorar, criando para isso, vários compromissos mentirosos e eleitoreiros (oportunistas) para agravar e comprometer ainda mais os cofres públicos.

“Acreditamos que tudo vai continuar como está até o final desta administração, pois não vislumbramos ações que possam melhorar o quadro político/administrativo e ter, enfim, a aceitação da população, que esperava um governo inovador de bom censo, renovador e com mais atitudes, atenção e diálogo. “Um governo que realmente possa trazer Um Novo Tempo com esperança para Baraúna e nosso povo” e não apenas para alguns de sua família e aliados de momento”.

É pensando assim, num futuro melhor, mais justo e de verdadeira reconstrução econômica, estrutural e política que lutaremos e buscaremos soluções para volta do crescimento em todas as áreas necessárias de nosso Município. E isso se dará com novos pensamentos e atitudes, com um novo governo que venha trabalhar de forma correta para alcançar todos os objetivos e metas feitas junto ao povo, com a real situação da cidade e de todo Município.
Um governo que dê atenção e fale com as pessoas, podendo assim, sonhar, inovar e trabalhar para realizar os objetivos e metas juntamente com o povo.
Sendo assim, o Partido Popular Socialista – PPS a partir de agora, apoiará e contribuirá com o projeto do Pré-Candidato a Prefeito de Baraúna-PB, Josenildo da Farmácia (PDT), por achar suas ideias, projetos e Planos o melhor para nosso município e população em geral.

Agora eu pergunto a vocês: eu ainda preciso dizer mais alguma coisa?

Atenciosamente,

Jadiel dos Santos Lima – Jadiel Marreiro
 Presidente Municipal do PPS
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário