Home » » JUAZEIRINHO: Pai reage a assalto ao ver filho rendido e perde perna ferida a tiro.

JUAZEIRINHO: Pai reage a assalto ao ver filho rendido e perde perna ferida a tiro.


Um homem de 31 anos teve uma perna amputada depois de ser vítima de um assalto na panificadora do pai dele, na cidade de Juazeirinho, no Cariri paraibano. George Hermínio dos Santos foi baleado no membro ao entrar em luta corporal com o autor da ação, um adolescente de 15 anos, segundo a Polícia Civil. A vítima reagiu ao assalto depois que o garoto teria apontado a arma para cabeça do filho dele de apenas 2 anos e ameaçado atirar, caso a criança  não entregasse um celular que estava na mão.

Segundo a família da vítima George Hermínio dos Santos, o tiro atingiu a veia femural da perna esquerda dele. Depois do assalto ele foi encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, no Agreste paraibano e ainda passou por duas cirurgias, mas não teve êxito acabou tendo a perna amputada.

O crime aconteceu no dia 5 de abril deste ano e a cirurgia de retirada da perna foi feita três dias depois da internação, mas a informação foi divulgada apenas nesta quarta-feira (11). Depois de receber alta, a vítima George Hermínio voltou para a casa da família, em Juazeirinho, e se recupera da cirurgia. A vítima não quis conceder entrevista, mas familiares informaram que ele tem passado a maior parte do tempo deitado e se movimenta pela casa, com o auxílio de moletas, apenas quando necessário. Ele é casado e pai de outra criança de 9 anos.
“É uma situação muito delicada e a gente até evita falar sobre isso, principalmente perto dele. Tudo que aconteceu gerou um trauma muito grande, desde o momento do assalto, a cena de ver a arma apontada para a criança, o ferimento e depois a perda da perna. Tivemos muito medo de que ele morresse e agradecemos a Deus por ele estar vivo. Mas, não é fácil ter essa mudança na vida de repente”, disse a irmã da vítima, Thaisa Gracielle, 26 anos.

Durante a luta corporal, no dia do assalto, a arma disparou mais uma vez e atingiu o adolescente que havia anunciado assalto. O garoto de 15 anos ainda tentou fugir, mas foi impedido por moradores da cidade. Ele também ficou internado no Hospital de Trauma e recebeu alta médica no dia 12 de abril.

Depois de ser representado pela Polícia Civil, no Ministério Público da Paraíba, o adolescente foi internado no centro de reabilitação Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba, e aguarda o andamento do processo. Ele foi autuado por ato infracional semelhante a tentativa de latrocínio, segundo a Polícia Civil.
“No dia em que ele recebeu alta fizermos uma oitiva e representamos pelo mandado de busca e apreensão. O pedido foi aceito pela justiça e ele deve ficar internado por pelo menos 45 dias. A representação foi por latrocínio ele está respondendo o processo. Dependendo do que a Justiça decidir, ele pode ter uma pena de internação por tempo maior”, explicou o delegado de Polícia Civil, Gilson Teles.

O crime
O assalto aconteceu no dia 5 de abril. Segundo a Polícia Civil, o adolescente de 15 anos chegou ao local onde George estava em uma moto e anunciou o assalto. Ele foi até o caixa e depois de pegar uma quantia em dinheiro teria exigido mais dinheiro das vítimas. George e outros funcionários estavam rendidos pelo adolescente.

“No momento em que o adolescente já se preparava para fugir, o filho de George vinha chegando inocentemente com um celular na mão e disse: 'olha papai a foto da borboleta'. Neste momento, o autor apontou a arma e disse que se a criança não entregasse o celular iria atirar na cabeça. Em um ato de desespero e defesa do filho, George disse que partiu para a luta corporal com o adolescente”, contou o delegado Gilson Teles.



G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário