Home » » Quadrilha fecha cidade, faz reféns de escudo humano e explode banco, na Paraíba.

Quadrilha fecha cidade, faz reféns de escudo humano e explode banco, na Paraíba.


Um grupo de pessoas foi mantido refém no fim da noite dessa quarta-feira (4) durante uma explosão a uma agência bancária da cidade de Umbuzeiro, Agreste do estado a 147 km de João Pessoa. Os criminosos fizeram os reféns de escudo humano para conseguir explodir o cofre. Ninguém ficou ferido. A sede da PM foi atingida por tiros. Essa não é a primeira vez que o banco é alvo de criminosos.

O crime aconteceu por volta das 23h30. De acordo com o sargento Everaldo Vieira, do Destacamento da Polícia Militar local, cerca de 20 homens encapuzados e armados com fuzis e pistolas fecharam as três entradas da cidade e iniciaram o plano criminoso.

“Os assaltantes estavam armados com fuzis 556 e 762, além de pistola. Os criminosos fecharam as entradas e saídas da cidade, fizeram um grupo de pessoas que estava em lanchonete com refém e foram para a sede do Banco do Brasil para explodir o cofre”, falou o sargento.

O policial confirmou que os reféns foram feitos de escudo humanos e colocados em frente ao banco durante o crime. “As pessoas foram liberadas assim que eles [assaltantes] conseguiram levar todo o dinheiro do cofre. Ninguém ficou ferido. Os caixas eletrônicos não foram violados”, comentou o sargento Everaldo.

Na hora da explosão, dois policiais estavam dentro do destacamento da PM, mas não revidaram devido ao poder de fogo dos assaltantes. A sede da polícia foi alvo dos criminosos. O grupo fugiu levando o dinheiro do cofre. Na fuga, grampos foram jogados em várias estradas que dão acesso a Umbuzeiro. Ninguém foi preso.

Um levantamento feito pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba constatou que até esta quinta (5), 38 bancos foram alvos de ações criminosos na Paraíba.



Correio 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário