Home » » Eleitor vai poder fiscalizar eleições 2016 através de aplicativo.

Eleitor vai poder fiscalizar eleições 2016 através de aplicativo.

Todas as denúncias enviadas pelo aplicativo serão recebidas pela Ouvidoria do TRE
Os eleitores insatisfeitos com os crimes eleitorais praticados por candidatos, nas eleições municipais deste ano irão contar com uma ferramenta eficiente para denúncias à Justiça Eleitoral. Foi o que garantiu o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), George Bezerra Cavalcanti, durante a primeira reunião para tratar da segurança das Eleições 2016. O encontro ocorreu na manhã desta sexta-feira (10), na sede do TRE.

Segundo Bezerra, o novo aplicativo deve ser lançado no mês de agosto, quando estará disponível para download, gratuitamente, na Apple Store e Google Play. A plataforma foi desenvolvida por técnicos do TRE da Paraíba a pedido do Tribunal Superior Eleitoral, que fará o lançamento nacional em data ainda não definida. “É o próprio eleitor sendo fiscal da eleição”, resumiu.

Nas eleições 2014, o TRE havia lançado um aplicativo similar, chamado Pro-TRE, que permitia aos usuários de celular e outros dispositivos móveis que tenham conexão com internet, como iPad e tablets Android, enviassem fotos que registrem indícios de propaganda eleitoral irregular.

A diferença do novo aplicativo, que ainda não tem nome, com os dispositivos criados em eleições anteriores, explicou o secretário de TI, é que o cidadão poderá encaminhar fotos, vídeos e áudios direto do aplicativo com denúncias de irregularidades nas eleições. “Todas as denúncias enviadas pelo aplicativo serão recebidas pela Ouvidoria do TRE, que se encarregará de repassar o material para o juíz competente para as devidas providências”, explicou.

No encontro, a assessora de planejamento estratégico do TRE-PB, Suênia Bernardo, apresentou a minuta da logística do esquema de segurança a ser utilizado nas Eleições Municipais deste ano. Participaram do encontro os representantes do Exercito Brasileiro, da Polícia Militar, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria da Segurança Pública. “Apresentamos um diagnóstico para as eleições, com algumas estatísticas que facilitem o trabalho das forças de segurança. O importante é que cada um faça o seu planejamento e a gente faça esse alinhamento”, comentou Suênia Bernardo.

O presidente do TRE-PB, José Aurélio da Cruz, acredita que o trabalho de planejamento estratégico deva proporcionar a realização de mais uma eleição segura e tranquila na Paraíba.




JPOnline
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário