Prefeito paga por obra não executada e vai devolver R$ 440 mil ao erário.


A 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, reunida em sessão ordinária nesta quinta-feira (16) julgou irregulares obras executadas, em 2013, pela Prefeitura de Catingueira, no Sertão, e decidiu por imputar débito de R$ 440 mil ao prefeito Albino Félix de Souza Neto (PR), também multado em R$ 8.815,42.

A Câmara acompanhou, à unanimidade, o voto do relator do processo, conselheiro Marcos Costa, que na ocasião explicou que o valor da restituição aos cofres municipais se refere a serviços pagos e não executados em diversas obras, entre as quais reforma e ampliação de um parque de vaquejada, reforma de posto médico, recuperação de açudes e de escolas, e pavimentação de ruas. A defesa de Albino Félix vai recorrer da decisão.

Foram julgadas irregulares, também, prestações de contas dos fundos municipais de saúde de Bayeux e de Riachão do Bacamarte, relativas respectivamente aos exercícios de 2009 e 2011. Votou-se, ainda, pela irregularidade da PCA, exercício 2009, do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de São José dos Ramos.




JPOnline 

Sobre Francisco Araújo

Sou radialista profissional, atualmente trabalho na Rádio Cenecista Am - de Picuí PB, minha terra natal é famosa por ser a terra de Felipe Tiago Gomes e da melhor Carne de Sol do Nordeste, faça-nos uma visita. Minha cidade é hospitaleira, nosso povo lhe aguarda de braços abertos. Apareça.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.