Home » » Em Picuí, sem ajuda extra, universitários poderão ficar sem transporte. Diz estudante.

Em Picuí, sem ajuda extra, universitários poderão ficar sem transporte. Diz estudante.

Imagem Ilustrativa - Da internet
Um universitário procurou a redação do ClickPicuí para denunciar que por quebra de acordo cerca de 80 estudantes poderão ficar sem transporte para se deslocarem para universidades em Campina Grande. Segundo declarações do mesmo, a associação dos universitários está endividada e não tem condições de quitar o débito.

Ainda de acordo com o estudante, em setembro de 2015 os universitários que estudam em Campina Grande, foram procurados pelo prefeito, com o intuito de resolver o problema da falta de transporte. O prefeito alegou que não tinha condições de manter um ônibus sozinho e pediu a ajuda dos estudantes para a manutenção do transporte dos universitários, assim a ideia de criar uma associação tornou-se realidade com a finalidade de ajudar a prefeitura a manter o serviço prestado.

Na primeira reunião com o prefeito, ficou acordado que a prefeitura repassaria mensalmente para a associação a maior parte das despesas e os estudantes ajudariam com um valor menor, já que as despesas de aluguel do ônibus e combustível girava em torno de R$ 13.500,00 (treze mil e quinhentos reais).  

Além do que era repassado pelo município, existia uma ajuda extra, mas de maio desse ano pra cá, essa ajuda deixou de existir surgindo ai uma divida com o posto de combustíveis e consequentemente com a locadora do ônibus, uma empresa de Remígio que presta o serviço à associação.

Hoje estamos com uma divida com o posto de R$ 6.500,00 e correndo o risco de fechar as portas da associação, devido às dívidas que a cada mês que se passa só aumenta, estamos trabalhando com um orçamento só para manter o transporte até hoje (29), a partir de segunda feira (01/08), não teremos ônibus, ou seja, cerca de 80 alunos que utilizam esse serviço não terão o direito de estudar por falta de transporte. Não temos condições de pagar a dívida sem a ajuda extra que vinha acontecendo, por isso iremos fechar a associação, caso não cheguemos a um acordo” - disse.

Esperamos que uma atitude seja tomada e se encontre uma solução conjunta para o problema, pois os universitários não podem ser prejudicados e não adianta alegar que educação superior não é responsabilidade do município.

Existe um proverbio que diz: Quem não pode com o pote, não pega na rodilha. Assim nada avança.



Francisco Araújo 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário