Home » » Polícia quer descobrir rede de prostituição após prisão de cafetão caicoense.

Polícia quer descobrir rede de prostituição após prisão de cafetão caicoense.

Diego Evangelista Biba foi preso pela Polícia Civil
O Delegado da Polícia Civil, Ricardo Brito, começou a investigar o crime de favorecimento a prostituição na cidade de Caicó, principalmente depois da prisão de Diego Evangelista (Biba), que de acordo com a autoridade policial, é conhecido como sendo pessoa que agencia mulheres de programa para empresários, servidores públicos e políticos na região Seridó.

“O Diego Evangelista, ele já era conhecido aqui na cidade por ser um cafetão e por conseguir intermediar garotas de luxo para pessoas da alta sociedade de Caicó, isso daí já dá indício pra uma nova investigação, onde nomes de grandes pessoas da cidade estão envolvidos, inclusive temos notícias de que ‘Biba’, ele arrumava as garotas para que elas participassem de festas em chácaras e sítios aqui da região. Nos interessa identificar quem eram os clientes de Biba, como é que funcionava essa rede de prostituição na cidade“, disse.

De acordo com o delegado, o programa girava em torno de 400, 500 reais, dependendo do tipo da garota. “Por aí a gente vê que contratava os serviços dele, (do Biba), quem tinha um grande poder aquisitivo, pessoas do alto escalão, funcionários públicos, empresários, pessoas da alta sociedade“, declarou.

O que também chama a atenção da polícia é o alto consumo de drogas nos lugares para onde eram levadas as garotas. “Eram verdadeiras orgias com figurões da sociedade que tinham também a participação de garotas menores, adolescentes, aliciadas pelo Biba“, afirma.

A investigação seguirá até que seja elucidado o crime. O delegado também quer saber que eram os clientes de ‘Biba’.


Sidney Silva
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário