Home » » Professores da UFCG marcam data de paralisação e já falam em greve geral.

Professores da UFCG marcam data de paralisação e já falam em greve geral.


Os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) informaram nessa quinta (21) que vão paralisar as atividades em 11 de agosto. A data marca o Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação Pública e a paralisação, segundo os professores, faz parte da construção de uma greve geral. Eles protestam contra o governo interino de Michel Temer (PMDB). A decisão foi tomada em assembleia simultânea que ocorreu em Campina Grande, Sumé e Cuité.

De acordo com a Associação dos Docentes da UFCG (Adufcg), as decisões da assembleia estão alinhadas com as deliberações do recente 61º Conselho das Associações Docentes (Conad) do Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes), realizado de 30 de junho a 3 de julho deste ano, em Boa Vista (RR).

Com a aprovação da paralisação em agosto, os professores também criaram uma comissão de mobilização que vai preparar uma jornada de debates, nos três turnos, sobre os impactos das iniciativas do governo interino na educação e professores, envolvendo também os trabalhadores da educação estadual e municipal. A primeira reunião da comissão ocorrerá nesta segunda-feira (25), a partir das 17h, no auditório da Adufcg.

Na pauta de discussões, os professores também tratam sobre a campanha salarial da UEPB e sobre o lançamento e atividades da Frente Nacional Contra o Projeto Escola sem Partido.

A UFCG tem cerca de 17 mil alunos que estudam nos 96 cursos de graduação oferecidos nos campi de Campina Grande, Sumé, Cuité, Patos, Pombal, Sousa e Cajazeiras.



Correio 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário