Home » » Aulas de ensino fundamental reduzem penas em presídio do RN.

Aulas de ensino fundamental reduzem penas em presídio do RN.


Presos da Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o Pereirão, estão assistindo aulas de ensino fundamental durante quatro dias da semana e, assim, conseguindo reduzir o tempo de permanência na prisão. Ao todo, 104 homens e 36 mulheres fazem parte do programa. O presídio, o maior da região Seridó potiguar, fica na cidade de Caicó, distante 256 quilômetros de Natal.
"A educação está ajudando detentos a saírem da prisão da mente". É assim que a coordenadora do programa, Francisca Gomes da Silva, define a importância dos estudos dentro do Pereirão. Lá, uma estrutura com quatro salas de aula, biblioteca e sala de vídeo recebe os 140 presos durante quatro dias da semana.

A história começou em 2004 com um projeto de leitura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). "Já em 2008, com o programa Brasil Alfabetizado, as aulas chegaram ao presídio", relembrou Francisca. "Os presos gostam da ideia, mas por falta de documento, alguns não podem se matricular".
São quatro turmas de ensino fundamental com 110 detentos, que assistem três horas de aulas por dia. Os outros 30 presos assistem videoaulas preparatórias para o Enem. "Em 2015, seis alunos conseguiram passar no Enem. A questão é a falta de professor para essa turma", disse.

Para cada 12 horas de estudos, o preso tem um dia reduzido na pena. Assim, segundo a coordenadora, o detento termina 1 ano do fundamental em dois.

Cinco professores fazem parte do programa: um efetivo e os outros quatro temporários. "O problema é que ainda falta professor. Em dezembro do ano passado, os contratos acabaram. O Governo do Estado fez um concurso e as aulas só foram retomadas em julho", relatou Francisca.



G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário