Home » » Juiz proíbe Cida Ramos de retransmitir guia considerado irregular.

Juiz proíbe Cida Ramos de retransmitir guia considerado irregular.


Aparição excessiva do governador foi um dos motivos

O juiz da 1ª Zona Eleitoral, José Ferreira Ramos Junior, responsável pela propaganda de mídia em João Pessoa, concedeu seis liminares para proibir a candidata da coligação “Trabalho de Verdade”, Cida Ramos (PSB), de reexibir o guia eleitoral no rádio e TV que foram transmitidas nas emissoras locais na manhã e tarde desta sexta-feira (26), primeiro dia da propaganda eleitoral gratuita, bem como não veicular novamente as inserções em que apenas aparece o governador Ricardo Coutinho, por descumprir a legislação eleitoral. Além de multa diária de R$ 5 mil a 30 mil, a socialista pode também perder, em dobro, o tempo indevidamente utilizado em seu guia.

Os pedidos foram protocolados pela coligação “Força da União Por João Pessoa”, encabeçada pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD), candidato a reeleição, com relação ao guia exibidos das 7h e 7h10 e das 12h às 12h10, no rádio, ao guia exibido na TV das 13h às 13h10, bem como os três blocos de inserções concedidos à candidata na programação.

Conforme explicou o advogado da coligação “Força da União Por João Pessoa”, Rodrigo Farias, dentre as irregularidades constatadas está o uso de locutor no guia eleitoral, o que foi expressamente avisado pela Justiça Eleitoral que não poderia ser usado, e utilização de 100%  do tempo das inserções pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), principal cabo eleitoral da campanha de Cida Ramos, quando é permitido a participação 25%  do tempo de cada propaganda por apoiadores. “Ainda estamos analisando o guia transmitidos nesta sexta-feira à noite, pois acreditamos que este percentualmente mínimo também foi desrespeitado”, afirmou. Farias.

O advogado Fábio Brito, da coligação “Trabalho de Verdade”, informou que ainda não recebeu notificação das liminares. “Estou aguardando para me inteirar do conteúdo das decisões. Adianto que faz parte da dinâmica da campanha questionamentos jurídicos relativos ao conteúdo dos guias eleitorais”, completou o assessor jurídico, que disse ainda que não formularam nenhuma representação contra o guia dos outros três candidatos a prefeito.


Jornal da Paraíba
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário