Home » » Paraíba tem 02 representantes no Parlamento Jovem Brasileiro. Um é de Picuí.

Paraíba tem 02 representantes no Parlamento Jovem Brasileiro. Um é de Picuí.


O PJB-2016 acontece na Câmara dos Deputados, em Brasília, entre os dias 26 a 30 de setembro. Alunos de todo o país simulam a jornada dos deputados federais.

O programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) está na décima terceira edição e atua para despertar nos jovens a reflexão crítica sobre a importância da representação política. Para tanto, ao longo de uma semana, os parlamentares jovens brasileiros, assistem a palestras, participam de workshop e oficinas, além de seguir a rotina dos parlamentares: formam chapas, elegem a mesa diretora, elaboram pautas, reúnem-se em comissões e atuam nas sessões deliberativas.

Neste ano, o programa contou com 1.425 inscritos. Foram selecionados 78 projetos propostos por estudantes do ensino médio de todo o país.

Saiba quem são os participantes do estado da Paraíba:
Daniel Pereira Maurício de Barros, do Instituto Federal da Paraíba da cidade de Campina Grande. Seu projeto torna obrigação das empresas petrolíferas que exercem atividade de extração em solo da União, o tratamento de um percentual mínimo da água produzida de petróleo e o respectivo direcionamento para reuso em regiões de baixa precipitação pluviométrica.

Luís Gustavo Gomes da Silva, da Escola Estadual Prof. Lordão da cidade de Picuí. Seu projeto dispõe sobre a implantação obrigatória de coletores nas UPAs, PSFs, hospitais e farmácias, para o recolhimento de medicamentos com validade ultrapassada ou em desuso e materiais hospitalares.

Como participar
Para participar o aluno deve estar matriculado e frequentando regularmente o 2º ou 3º ano do ensino médio em escolas públicas ou particulares, ou o 2º, 3º ou 4º ano do ensino técnico integrado ao ensino médio e ter entre 16 anos e 22 anos. O estudante cria um projeto de lei e faz a inscrição na sua escola ou diretamente na Secretaria de Educação do seu estado. Compete à Secretaria de Educação proceder a avaliação e triagem inicial. Depois os projetos selecionados são encaminhados para a Câmara dos Deputados, onde uma comissão de analistas legislativos e outros servidores analisam e classificam cada um deles de acordo com critérios como originalidade, justificativa e clareza. As propostas devem ser de abrangência nacional.

O número de representantes jovens por estado e pelo Distrito Federal segue a proporção de um para oito, ou seja, a cada oito deputados federais, seleciona-se um deputado jovem.

Outras informações podem ser obtidas na página do PJB no portal da Câmara dos Deputados ou na fan page do projeto.




Com assessoria
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário