Home » » Sucuri de 4m engole onça adulta após briga; registro é inédito, diz estudo. ASSISTA:

Sucuri de 4m engole onça adulta após briga; registro é inédito, diz estudo. ASSISTA:


Uma luta entre uma cobra e uma onça chamou a atenção de pesquisadores do mundo todo. O registro, feito em Promissão, no interior de São Paulo, pode mudar os conceitos sobre a cadeia alimentar, segundo o estudo. O caso aconteceu no ano passado na cidade, mas só foi divulgado nesta semana, depois de ser publicado em uma revista científica especializada em felinos. Uma sucuri de 4,20 metros e 92 quilos engoliu uma onça adulta, mas ficou muito machucada e acabou morrendo.

Segundo a publicação Cat News, do Grupo de Especialistas em Felinos do Comitê de Sobrevivência das Espécies da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN/SSC), o fato é considerado o primeiro relato na história em que uma sucuri engoliu uma onça adulta e é incomum, pois mostra animais do topo da cadeia alimentar se enfrentando.

O fato foi comprovado por meio do exame de necropsia do réptil, que foi realizado no zoológico de Bauru. O diretor do local, Luiz Pires, explica a importância dessa descoberta. “Isso muda alguns conceitos do relacionamento da cadeia alimentar e principalmente mostra que a degradação dos ambientes está sendo muito mais rápido do que a gente consegue constatar da realidade desses animais. Então, com certeza foi um relato comprovado que vai mudar o conceito com relação a esses predadores”, afirma o diretor do zoológico de Bauru.


Estudo
O caso foi descoberto por uma equipe de pesquisadores que acompanham as onças que vivem em uma reserva ambiental de Promissão. Esses felinos são monitorados por colares especiais que transmitem informações por satélite e os cientistas analisam o caminho que eles fazem. Os pesquisadores perceberam que uma das onças não estava mais se movimentando e foram ao local, mas ao invés de encontrar a onça encontraram a sucuri.

Segundo o diretor do zoológico de Bauru, a cobra estava praticamente morta quando foi encontrada e que os cientistas supõem é que houve uma briga antes da sucuri engolir a onça. Quando abriram a sucuri, restos mortais da onça estavam na última fase de digestão. Eles calculam que ela ficou dez dias digerindo o animal, mas devido aos ferimentos da briga que tiveram, não resistiu e morreu.
“Foi uma surpresa para nós que o animal continha dentro do seu conteúdo estomacal essa onça que era um animal adulto, que em 2015, quando foi colocado o colar, ela já pesava 42 quilos. O que demonstrou pelos machucados que a sucuri tinha é que foi uma briga muito intensa, estava toda mordida, mas mesmo mordida ela conseguiu ingerir esta onça. Cerca de 10 dias após ela morreu lá mesmo, no campo, e só foi constatada [a morte] porque essa onça estava com esse colar.”

Luiz Pires ressalta ainda que não há nenhum relato parecido e isso pode mudar o conceito como os pesquisadores entendem os predadores no topo da cadeia alimentar, pois não é comum que esses animais se enfrentem.
“Isso demonstra o quanto a gente ainda tem que compreender sobre a vida animal, já que nunca se imaginava que uma sucuri poderia predar uma onça adulta. Então isso causou hoje esse espanto entre os pesquisadores e agora esse artigo acaba de ser publicado em uma revista especialista em felinos por ser uma comprovação inédita e causa uma mudança no conceito de relacionamento entre esses predadores de topo de cadeia, ou seja, aqueles animais que estão acostumados a se alimentar de outros, mas que em alguns casos, como neste, um se alimentou de outro predador”, diz Luís Pires.



G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário