Home » » Baleado em carreata, vice-governador José Eliton está em UTI de Goiânia.

Baleado em carreata, vice-governador José Eliton está em UTI de Goiânia.

O vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton (PSDB), está internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Ele foi baleado na região do abdômen durante um atentado que matou o candidato a prefeito de Itumbiara José Gomes da Rocha (PTB). Diretor geral do Hugol, Hélio Ponciani informou que José Eliton tem estado de saúde estável e está entubado, respirando com a ajuda de aparelhos.

“Ele deu entrada na nossa UTI, ele está estável, ainda entubado e respirando com aparelhos. Ele deve passar por exames, mas cirurgia ainda não há previsão. Ele vai permanecer na UTI pelo tempo necessário”, afirmou o diretor.
A troca de tiros aconteceu durante uma carreata nesta quarta-feira (28) em Itumbiara, no sul goiano. Também morreram o cabo da PM Vanilson João Pereira, de 36 anos, e o atirador, identificado como Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos, funcionário da prefeitura. Já o advogado Célio Rezende, que participava da carreata, também foi baleado e está hospitalizado.

Logo após o atentado, Eliton foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Modesto de Carvalho, em Itumbiara. O diretor clínico da unidade, Ernani Oliveira Rodrigues, disse que secretário chegou ao local assustado, mas consciente e lúcido.
Segundo Rodrigues, o vice-governador passou por uma cirurgia exploratória no abdômen ainda em Itumbiara. “A operação foi feita para procurar alguma lesão interna, alguma hemorragia, mas não foi encontrado nada disso. Ele só teve a lesão muscular, os exames também não mostraram nenhuma bala alojada no corpo”, afirmou em entrevista ao G1.

O médico afirmou que atendeu também o candidato Zé Gomes, que chegou à unidade de saúde já com parada cardiorrespiratória. As equipes tentaram reanimar o político por cerca de uma hora, mas ele não resistiu.
“Ele teve trauma importante na região torácica e cervical, perto da clavícula. Teve uma lesão interna com muito sangramento. Ele foi entubado, medicado, mas sem sucesso. O óbito dele foi declarado às 18h44”, disse.

O diretor contou que o policial militar Vanilson João Pereira também chegou ao hospital com parada cardiorrespiratória, e as equipes tentaram reanimá-lo, mas ele teve uma hemorragia abdominal e não resistiu. O médico disse ainda que foi possível identificar que duas balas acertaram o PM na região do abdômen. O óbito dele foi declarado às 18h35.
Rodrigues pontuou que o advogado foi baleado na região da coluna, mas ainda seria analisado pelas equipes do hospital.

Governo
O vice-governador, que também é secretário de Segurança Pública do estado, estava como governador em exercício, já que o governador Marconi Perillo (PSDB) viajou no último dia 19 deste mês para uma missão comercial nos Estados Unidos. Enquanto Perillo não retorna a Goiás, o presidente da Assembleia Legistaltiva, Hélio de Sousa (PSDB), será o governador em exercício.
Ainda de acordo com a assessoria, o retorno de Marconi Perillo a Goiás estava previsto para a próxima sexta-feira (30). No entanto, devido ao atentado, ele antecipou a volta e deve chegar a Goiânia na quinta-feira (29). Em seguida, concede uma entrevista coletiva sobre o caso.

Investigação
O governador destacou ainda que as Forças de Seguranças deram início à investigação para elucidar a motivação do atentado. Os comandantes das polícias Civil e Militar foram requisitados para irem imediatamente à Itumbiara a fim de acompanhar a apuração.
De acordo com o delegado regional de Itumbiara, Ricardo Chueire, os primeiros procedimentos para apurar o caso já foram realizados. "Ainda não temos a motivação. Já ouvimos testemunhas oculares, fizemos uma perícia preliminar e conseguimos imagens de câmeras de segurança", explicou ao G1.

O ataque
Imagens mostram o tumulto e barulho de tiros no momento do atentado (veja vídeo acima). Conforme a assessoria de imprensa do Governo de Goiás, o atirador parou na frente do veículo onde Eliton e José Gomes estavam e efetuou vários disparos.
O deputado federal Jovair Arantes (PTB) também estava no veículo que foi alvo do ataque. Ele contou que o atirador estava sozinho em um carro que seguia na pista contrária à do comboio.
"Todo mundo achou que vinha pegar na mão, mostra um papel para o Zé [José Gomes]. De repente, ele sacou a pistola e começou a atirar a esmo. Graças a Deus que um segurança da responsabilidade da vice-governadoria estava presente e matou o cara", afirmou.


G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário