Home » » Greve dos bancários começa amanhã; veja o que fazer durante a paralisação.

Greve dos bancários começa amanhã; veja o que fazer durante a paralisação.


Começa amanhã (06) a greve dos bancários de todo o Brasil. A paralisação atingirá os bancos privados e públicos. Os trabalhadores rejeitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos - Fenaban, apresentada no último dia 29, de reajuste de 6,5% no salário, na participação dos lucros (PLR) e nos auxílios (refeição, alimentação, creche), além de abono de R$ 3 mil. Segundo eles, a oferta não cobre sequer a inflação do período, projetada em 9,57% para agosto deste ano e representa perdas de 2,8% para o bolso de cada bancário.

Eles ainda ressaltam que o lucro dos cinco maiores bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa) no primeiro semestre de 2016 chegou a R$ 29,7 bilhões, mas houve corte de 7.897 postos de trabalho nos primeiros sete meses do ano. Entre 2012 e 2015, mais de 34 mil empregos foram reduzidos pelos banqueiros, de acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Amanhã também os bancários voltam a se reunir em assembleia nos sindicatos para organizar o movimento e ratificar a decisão de greve, caso a Fenaban não apresente propostas que contemplem as reivindicações sociais e econômicas da categoria.

Os eixos centrais da Campanha Nacional 2016 são: reposição da inflação do período mais 5% de aumento real, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90, combate às metas abusivas, ao assédio moral e sexual, fim da terceirização, mais segurança, melhores condições de trabalho. A defesa do emprego também é prioridade, assim como a proteção das empresas públicas e dos direitos da classe trabalhadora.

O que fazer durante a greve
Ligue hoje para a agência na qual possui conta para saber se ela aderiu à greve. Se a resposta for positiva, descubra qual a agência mais próxima e tente adiantar serviços.

Durante a greve, tente pagar suas contas pelo telefone, internet ou caixas eletrônicos. É importante ter algum documento que possa comprovar o pagamento. No caso da internet, o comprovante pode ser impresso. Em caso de ligação, deve-se anotar o número do protocolo.

Pague suas contas de água, luz e telefone em casas lotéricas e outros estabelecimentos credenciados.

Se não conseguir pagar suas contas, entre em contato com o fornecedor para ver outros meios de quitá-las ou se a data do vencimento não pode ser prolongada. Se o pagamento for realizado diretamente com a empresa, ou em outro local, não se esqueça de solicitar um recibo.

Vale ressaltar que é responsabilidade do fornecedor oferecer meios viáveis para que o consumidor realize o pagamento.

Caso esgote os meios e não consiga pagar as contas, procure um serviço de atendimento ao consumidor mais próximo.



Jorna Correio 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário