Home » » Em Novembro: Governo inicia segunda etapa da campanha contra febre aftosa.

Em Novembro: Governo inicia segunda etapa da campanha contra febre aftosa.


O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca e da Gerência de Defesa Agropecuária (Geda), lança no dia 1º de novembro, a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa 2016 nos 223 municípios do estado.

A primeira etapa da campanha, que aconteceu em maio deste ano, atingiu um percentual que supera os 90% de animais vacinados. Já nesta etapa, a meta é alcançar o índice superior a 95% de todo o rebanho, bovino e bubalino, que está em torno de 1 milhão e 300 mil animais, de acordo com os dados da Gerência de Defesa Agropecuária do Estado.

A Paraíba é reconhecida como zona livre de febre aftosa com vacinação. “Manter a Paraíba livre da Aftosa é uma das principais conquistas para o setor produtivo. Por isso a participação dos criadores é fundamental nesse processo, o estado tem o reconhecimento internacional de zona livre de aftosa com vacinação a nossa meta é superar o status para livre sem vacinação e para isso os produtores precisam continuar vacinando o rebanho. No momento, só Santa Catarina tem o status de livre sem vacinação, por isso no período da etapa os técnicos da Defesa farão atividades de fiscalização em todas as propriedades. Por isso reforçamos o apelo aos produtores para que vacinem o rebanho, uma vez que o reconhecimento internacional nos permite ampliar os negócios agropecuários, no Brasil e também com outros países”, afirma o secretário da Sedap, Rômulo Montenegro.

O Gerente da Defesa Agropecuária, Rubens Tadeu, destaca que como a etapa atinge os 223 municípios é fundamental o trabalho dos técnicos da Defesa para o alcance da vigilância da vacinação.  “A Organização Mundial de Saúde Animal determina cobertura mínima de 90% em regiões livres com vacinação, nós com muito esforço temos conseguido superar sempre essa meta”, diz.

O Planejamento de investimento apresentado pela Defesa Agropecuária à Sedap gira em torno de R$ 400 mil para execução desta segunda etapa de vacinação, garantindo todo apoio logístico para o resultado positivo da campanha. Os criadores poderão vacinar seu rebanho entre os dias 1º e 30 de novembro. Após este prazo, os criadores têm dez dias para comprovar a vacinação. A Defesa fará fiscalização nas propriedades e os criadores que não comprovarem estarão sujeitos ao pagamento de multa.

A febre aftosa é uma doença contagiosa, causada por um vírus de rápida multiplicação. Os animais infectados apresentam sintomas como feridas na boca, nos lábios, nas tetas e nos cascos, além de se afastarem do convívio com os outros animais e terem dificuldades de locomoção e alimentação. Desde o ano 2000 não é registrado nenhum caso da doença na Paraíba.



secom
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário