Home » » Vinte e um deputados da PB amargaram derrotas de aliados e cabos eleitorais em seus ‘berços’ políticos. CONFIRAM QUAIS:

Vinte e um deputados da PB amargaram derrotas de aliados e cabos eleitorais em seus ‘berços’ políticos. CONFIRAM QUAIS:


Pelo menos vinte deputados, entre estaduais e federais, contabilizaram derrotas  de cabos eleitorais ou de apadrinhados em suas bases principais na eleição deste ano na Paraíba.

Em Campina Grande, o deputado Inácio Falcão (PT do B) não elegeu seu irmão, Hilmar, para vereador, bem como a deputada Daniella Ribeiro (PP) não obteve sucesso com a candidatura do filho, Lucas.

O presidente da Assembleia, Adriano Galdino (PSB), viu a esposa, Eliane, perder por margem apertada a eleição em Pocinhos.

Em Areia, Tião Gomes (PSL) sofreu a baixa da eleição do irmão, Paulo (PSB), derrotado por João Francisco (PSDB).

No município de Esperança, o deputado Arnaldo Monteiro (PSC) não imprimiu a reeleição do filho, Anderson (PSC).

Ex-prefeito e atual deputado, Galego Souza (PP), viu o sobrinho, Gemilton Souza (PSB), perder por 47 votos de maioria a Prefeitura de São Bento.

Morada do Sol – Em Patos, o deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB) perdeu a eleição para o também deputado Dinaldo Filho (PSDB).

Jeová Campos (PSB) amargou, em Cajazeiras, a derrota da prefeita e candidata à reeleição, Denise Oliveira (PSB).

Em Alagoa Grande, o apoio do deputado João Bosco Júnior não foi suficiente para eleger Josildo Oliveira (PSB), derrotado por Sobrinho.

Depois de doze anos – Em Picuí, depois de doze anos no poder, a hegemonia do deputado Buba Germano (PSB) foi interrompida e o seu candidato Renan Germano (PSB) perdeu nas urnas.

Futuro presidente da Assembleia, Gervásio Filho (PSB), não elegeu seu candidato, Lauro Maia, em Catolé do Rocha. Lá, Lauro perdeu para Leomar Maia (PTB).

Em São José dos Ramos, Damião Gonçalves (PSB), irmão do deputado estadual João Gonçalves (PDT), também foi a lona no combate com Eduardo Caxias (PMDB).

Sem sucessor – Raoni Mendes (DEM), suplente no exercício do mandato na Assembleia, apresentou, mas não conseguiu eleger seu sucessor na Câmara de João Pessoa, Bruno Ribeiro.

Já o deputado estadual Zé Paulo (PSB) foi pessoalmente abatido fragorosamente nas urnas pelo médico Emerson Panta (PSDB), em Santa Rita.

Em Guarabira, a ex-prefeita Fátima Paulino (PMDB), mãe do deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), perdeu para o atual prefeito Zenóbio Toscano (PSDB).

Perdas dos federais – Em Pilar, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) não elegeu o sucessor de sua mãe, Virgínia. O candidato dele era Eduardo, derrotado por Benício Neto (PSB).

Além de perder no primeiro turno para o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), o deputado Veneziano Vital (PMDB) não emplacou a sobrinha, Pâmela Gondim (PMDB), na Câmara de Campina Grande.

No município de Araruna, a derrota foi do grupo que se reveza no poder e contabilizada também na conta do deputado federal Benjamin Maranhão (SD). Lá, o adversário Vital Costa (PP) levou a melhor e deixou para trás o candidato da família Maranhão, Lulinha (PMDB).

Mesmo quadro viveu o deputado federal Efraim Filho (DEM). Em Santa Luzia, seu berço político, o candidato apoiado pelo clã Morais, José Jackson (DEM), no poder há 40 anos, perdeu para Zezé (PMDB).

O insucesso do pai, Nabor Wanderley (PMDB), entra também na conta do deputado federal Hugo Motta (PMDB).

Dose dupla – Quem fecha a lista é o deputado federal Manoel Júnior. A esposa do parlamentar, Isabella Maroja (PMDB), tentava emplacar um novo mandato na Câmara Municipal de Pedras de Fogo, mas com uma votação inexpressiva, passou longe do Legislativo. Ela ficou em 24º colocada na disputa e na quinta suplência. No município, o grupo de Manoel voltou a ser derrotado pelo prefeito reeleito Dedé Romão (PSB). Aurilécio Moreira (PMDB) ,candidato de Júnior, perdeu por quase dois mil votos de maioria.


Do MaisPB
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário