Em Picuí passagem molhada do PS ao JK custará aos cofres do município quase 140 mil reais.


‘No apagar das luzes’, administração municipal resolve construir a passagem molhada do P.S. ao JK.

No final do mandato, a administração municipal resolveu construir a passagem molhada sobre o rio Picuí que interliga os bairros Pedro Salustino e JK. De acordo com o estrato de contrato, a empresa contratada foi a SENA CONSTRUÇÕES EIRELI –ME, que terá um prazo de 60 dias, considerados a partir de 19/09/16, data da assinatura entre as partes, prefeitura municipal de Picuí e a construtora, para entregar a obra que custará aos cofres do município R$ 138.730,80 (centro e trinta e oito mil, setecentos e trinta reais e oitenta centavos).

O referido benefício, por muito tempo foi solicitado por usuários dessa alça, inclusive, no tão falado “orçamento do povo”, mas nunca atendidos.

Os serviços foram iniciados e espera-se que seja concluído dentro do prazo informado no extrato do contrato e não tenha o mesmo destino de outras obras em Picuí, onde encontram-se  paradas e inacabadas, aguardando conclusão; por exemplo: o ginásio da comunidade Lajedo Grande, a creche do Limeira, a biblioteca do município conveniada com o Governo do Estado, adutora e uma escola, depois do pleito municipal vem caminhando 'a passo de tartaruga' no distrito de Serra dos Brandões, o ginásio do Pedro Salustino que falta concluir e por último a UPA do Limeira, que os trabalhadores paralisaram as atividades e será pauta de outra matéria.

Confira imagens:




Francisco Araújo

Sobre Francisco Araújo

Radialista profissional, blogueiro e editor chefe do ClickPicuí.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.