Últimas Notícias

Criminosos trocam tiros com a PM durante ataque a banco em Pilões PB.


Bandidos trocaram tiros com policiais militares na madrugada desta terça-feira (31), durante uma explosão de caixa eletrônico em um posto de atendimento do banco do Bradesco, na cidade de Pilões, no Brejo da Paraíba. Segundo informações da Polícia Militar, ação foi praticada por cinco homens, que abandonaram o carro e fugiram em outro veículo. A PM não soube informar se os criminosos levaram dinheiro. Cinco dinamites foram desativadas no local.

De acordo com o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, o tenente-coronel Arilson Valério, o caso aconteceu por volta das 3h20 e os criminosos chegaram a explodir o caixa eletrônico, mas cinco bananas de dinamites não foram detonadas. O comandante explicou que durante a ação, os policias iniciaram uma troca de tiros e furaram os pneus do carro dos bandidos, que conseguiram fugir em um veículo que dava apoio.

“Na troca de tiros, os cinco bandidos correram para uma rua sem saída e a guarnição ficou esperando apoio dos policias de Guarabira. Quando os PMs foram até o local, os bandidos já haviam fugido em outro carro que estava jogando grampos na rodovia”, explicou o tenente-coronel.

Ainda conforme o comandante, o Instituto de Polícia Científica (IPC) esteve no local para realização de uma perícia e equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) desativaram as dinamites deixadas no local. “Eles [bandidos] saíram reclamando da ação e nós acreditamos que eles não tenham levado dinheiro, mas isso só quem pode confirmar é a perícia. Além das dinamites, eles também deixaram um pé de cabra no local”, finalizou o comandante.

Até a publicação desta matéria não havia informações de que algum suspeito tivesse sido preso ou identificado por participação nessa explosão.

Explosão em Alagoa Nova

Na madrugada de segunda-feira (30), o alvo dos bandidos foi a agência dos Correios, em Alagoa Nova, na mesma região. Segundo a PM, os bandidos cercaram o destacamento, atiraram no local e foram até os Correios para realizar a explosão. Também nesse caso, nenhum suspeito foi preso.



Jornal da Paraíba 

Nenhum comentário