Últimas Notícias

Em Campina Grande, dois presos fogem de Hospital de Trauma.

Os presos usaram uma corda feita com lençóis, a famosa "teresa"  
Dois detentos do presídio Raymundo Asfora (Serrotão), em Campina Grande, no Agreste paraibano, fugiram do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes. Eles estavam internados em uma cela do centro cirúrgico e conseguiram serrar as grades de uma janela. A guarda deles estava sendo feita pela Polícia Militar. Os órgãos de segurança não sabem como eles conseguiram a serra.

De acordo com as informações divulgadas pela direção do presídio, a fuga ocorreu por volta das 23h30 (horário local) desta sexta-feira (13). Os dois presos conseguiram serrar duas barras de metal de uma janela e usaram pedaços de lençóis amarrados para sair do andar do prédio em uma altura de  aproximadamente 5 metros.

Depois de descerem o prédio, eles pularam o muro e fugiram por um matagal. 

Até 11h (horário local) deste sábado (14) nenhum dos detentos foi localizado. 

Os agentes do sistema penitenciário segue em buscas dos suspeitos com a polícia.

Ainda de acordo com a direção do presídio, a guarda dos dois presos estava sendo feita pela Polícia Militar. O G1 tentou entrar em contato com o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2ºBPM), major Gilberto Felipe, mas as ligações não foram atendidas.




G1

Nenhum comentário