Últimas Notícias

Homem atira contra pai e filho durante cerimônia de casamento em Alagoas; atirador é identificado. Veja o vídeo:

Dentro de igreja atirador saca arma e atira contra pai e filho
A polícia já identificou o homem que atirou em outras duas pessoas durante uma cerimônia de casamento em Limoeiro de Anadia, Agreste de Alagoas, no último sábado (28). De acordo com o delegado da cidade, o suspeito é conhecido como Betinho.

Testemunhas gravaram em vídeo a tentativa de homicídio. Nas imagens é possível ver o atirador entrando na igreja logo após os noivos.

Ao chegar à frente, ele aborda as vítimas, identificadas como Cícero Barbosa da Silva, 62, e Edmilson Bezerra da Silva, 37, pai e filho, e diz “você que matou meu pai!”.

Nesse momento, o suspeito saca a arma e atira nos dois, provocando pânico entre os convidados. Ao todo, foram 6 disparos. Depois de atirar, ele sai andando tranquilamente do local. Veja o vídeo:


Segundo o delegado Carlos Humberto de Almeida, a suspeita é de que o crime foi motivado por uma briga antiga entre as famílias do suspeito e das vítimas.

“Essa questão entre eles já dura anos, envolvendo assassinato de parentes de ambas as partes. As pessoas já haviam sido presas na época desses crimes, e eles ainda brigam por conta disso”, afirma Almeida.

O delegado continua dizendo que o atirador é bastante conhecido na cidade, e não teria histórico de crimes semelhantes. “Ele não é uma pessoa que ande praticando crimes, não temos conhecimento de nada do tipo. Acredito que ele tenha agido por vingança. Por conta disso, se condenado, ele pode responder por tentativa de duplo homicídio, mas isso vai depender da Justiça”.

Betinho ainda é aguardado pela polícia para prestar depoimento sobre o caso. “A gente espera que ele se entregue, para que possamos conversar. É melhor do que a polícia ir atrás e pegar ele. Mas ainda acredito que ele irá se apresentar, já que não é uma pessoa que cometa esse tipo de crime habitualmente”, conclui o delegado Carlos Almeida.

Testemunhas do crime serão chamadas para prestar depoimento, e o inquérito deve ser concluído nos próximos dias.


G1

Nenhum comentário