Últimas Notícias

VIOLÊNCIA: Segurança é assassinado durante assalto em João Pessoa.


Um segurança de carro forte morreu, outro ficou ferido e três clientes foram baleados durante um assalto a uma casa lotérica, que fica dentro de um hipermercado, na BR-230, entre João Pessoa e Cabedelo, nesta segunda-feira (23). O roubo aconteceu no momento em que os seguranças da transportadora de valores recolhiam o dinheiro da lotérica. O que carregava o malote, cuja função é chamada de "fiel", identificado pela Polícia Militar como Fernando Júnior Santos Gomes, de 35 anos, levou um tiro no tórax e foi socorrido no próprio carro forte, morrendo minutos após dar entrada no Hospital de Emergência e Trauma.

O outro vigilante foi identificado pela PM como sendo Jacson Pereira da Silva, 27 anos e foi ferido com um tiro no braço. Outras três pessoas não identificadas, que estavam sendo atendidas na lotérica foram baleadas, entre elas, uma mulher que teve o joelho destruído por um tiro. As quatro vítimas sobreviventes foram socorridas pelo Samu e não corriam risco de morrer, até o fechamento desta edição.

De acordo com a PM, cinco assaltantes em três carros teriam seguido o carro forte, entrando no hipermercado para fazer a coleta de dinheiro. Os bandidos seguiram os seguranças até a lotérica, dentro do hipermercado e anunciaram o assalto em meio aos clientes. "Houve reação de um dos seguranças, o que deu início a um tiroteio. Os bandidos conseguiram levar a quantia de R$ 140 mil e as duas espingardas calibre 12, que eram usadas pelos seguranças. Localizamos um dos carros usados por eles, minutos depois, mas não conseguimos prendê-los", disse o capitão Antônio Souza, responsável pelo policiamento da região.

5 meses após ações semelhantes, no mesmo local

O assalto com feridos e morte aconteceu cinco meses após uma ação semelhante, no mesmo hipermercado. Em agosto do ano passado, quatro bandidos se esconderam no estacionamento do estabelecimento e renderam os seguranças de um carro forte, que chegaram para recolher dinheiro. Na ocasião também houve troca de tiros. Dois seguranças e um sorveteiro que trabalhava no local foram feridos com tiros. Os bandidos fugiram levando um malote com R$ 240 mil.

Trinta dias antes desse assalto, um grupo de 15 bandidos entraram no hipermercado, se passando por clientes e esperaram o fim do expediente, para render funcionários e levar todos os aparelhos celulares que estavam em uma sala, que funcionava como estoque. Nas duas ocasiões, ninguém foi preso.



Jornal Correio

Nenhum comentário