Últimas Notícias

Seminário do PDT discute recursos hídricos com gestores públicos e técnicos.


O PDT realizou nesta segunda-feira (20), no auditório da Associação Comercial de Campina Grande, o Seminário “Recursos Hídricos – Água e Preservação”, com a participação da vice-governadora da PB, Lígia Feliciano, o deputado federal Damião Feliciano, prefeitos, vices, vereadores e secretários municipais de vários municípios da Paraíba. O presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) e Virgiane de Melo, da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente também participaram do seminário.

O evento foi aberto pelo deputado Damião Feliciano, que destacou a iniciativa do PDT em realizar o seminário para discutir a questão hídrica da Paraíba com a participação de técnicos do Governo do Estado, a fim de mostrar as obras e debater as carências com os gestores públicos do partido de cada região.

A vice-governadora Lígia Feliciano ressaltou que a Paraíba enfrenta dificuldades em relação à questão hídrica, após cinco anos de seca. “Sabemos da dificuldade que a Paraíba passa com a questão da água. São cinco anos de seca no nosso Estado, mais de 170 municípios em estado de emergência. Campina Grande está à beira de um colapso e agora a esperança é justamente a chegada da Transposição das águas do Rio Francisco que está prevista para 6 de março. O PDT faz esse evento hoje para discutir a utilização dos recursos hídricos. Temos prefeitos, vereadores e debatemos as necessidades da utilização das águas do Rio São Francisco”, disse.

O prefeito de Serra Branca, Vicente Fialho de Sousa (PDT), disse que o seminário foi importante para debater a questão hídrica e atualizar os gestores sobre as obras complementares em relação à Transposição.  “O nosso município enfrenta um colapso de água. Com a transposição, será feita uma adutora de engate rápido até o açude do Congo, que abastece Serra Branca. Vai ser a redenção da região do Cariri”, assinalou Sousinha, como é mais conhecido o prefeito.

Em Boa Vista, o prefeito André Gomes (PDT) também aguarda pelas águas da transposição que vão para o açude de Boqueirão. “Com o reservatório cheio, Boa Vista sairá do racionamento pela adutora do Cariri”, afirmou André.   
    
Obras complementares

Lígia Feliciano ainda frisou que o Governo do Estado realiza obras complementares da transposição que incluem a construção de canais, adutoras e sistemas de esgotamento sanitário, com destaque para o Canal Acauã-Araçagi, realizada em parceria com o Governo federal, cuja primeira etapa está praticamente pronta.

Além disso, já foi concluída a limpeza do leito do Rio Paraíba, no trecho entre a Barragem de São José e Poções, e até a chegada das águas no estado, o trecho entre Poções e o açude de Boqueirão, que abastece Campina Grande, deverá estar pronto.  

O presidente da Aesa, João Fernandes, apresentou o cronograma das águas da transposição do Rio São Francisco que chegarão em março na Paraíba pelo Eixo Leste. Após a chegada à cidade de Monteiro, as águas vão ser despejadas pela Aesa no leito do rio Paraíba.



ascom 

Nenhum comentário