Últimas Notícias

PICUÍ: NEA recebe visita de alunos e professores de Pernambuco e do exterior. Grupo visita a fazenda "Gavião"


No dia 15 de março, professores e alunos da Universidade Federal Rural de Pernambuco e da Università degli Studi di Firenze (Itália) (UNIFI) estiveram no Campus Picuí para uma visita de prospecção, com vistas a conhecer os projetos ligados ao Semiárido e aos recursos ambientais da Caatinga desenvolvidos pelo Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA) no Campus Picuí.

A visita teve por objetivo uma troca de conhecimentos sobre sustentabilidade de ecossistemas tropicais através de visitas técnicas a projetos de pesquisa, extensão e inovação desenvolvidos pelo NEA e sempre como foco a sustentabilidade ambiental e produtiva no Seridó e Curimataú paraibano.


 A UFRPE, através dos Professores Dr. Ângelo Giuseppe Chaves Alves e a Dra. Maria Norma Ribeiro já possui um Intercâmbio Internacional oficial com a Università degli Studi di Firenze, do Programa de Mestrado em "Desenvolvimento Rural Tropical", o que proporcionou o convite para que o Prof. Dr. Riccardo Bozzi (UNIFI) trouxessem seus alunos para conhecerem de perto as realidades da produção agropecuária e dos trabalhos sustentáveis de pesquisa e extensão que vêm sendo realizados em áreas do Semiárido pelo Núcleo de Agroecologia de Picuí.


 A visita foi realizada em três etapas, sendo uma na Fazenda Agroecológica Gavião, outra nas dependências do IFPB e a outra na Fábrica de Solos da Prefeitura Municipal de Picuí. Foram apresentados pelos alunos do NEA projetos nas áreas de Convivência com o Semiárido (Plantando Latas D’água), Recuperação de Áreas Degradadas, Sabores da Caatinga (Gastronomia e Segurança Alimentar), Cactáceas Ornamentais, Compostagem (Fábrica de Solos – Em Parceria com a PMP), entre outros. Na oportunidade o Coordenador do NEA Prof. Frederico Campos Comentou: “É de extrema importância a visita de outras Instituições para conhecer nossos projetos e ações, pois dá uma ótima visibilidade ao nosso Campus e em especial ao curso de Agroecologia”.



Com ascom

Nenhum comentário