Últimas Notícias

Jatos de água, medalhas e aplausos. Atlético Nacional chega a Chapecó.

Avião do Atlético Nacional pousa em Chapecó
Em solo, corredores com crianças portando bandeiras aguardavam. Torcedores, brasileiros e colombianos, se aglomeravam nas grades do aeroporto Serafim Enoss Bertaso. Juntos, entoavam músicas da Chape. Quando o avião tocou o solo, a emoção tomou conta. E Chapecó pôde, enfim, retribuir o carinho recebido há quatro meses, quando o povo colombiano se solidarizou e abraçou os brasileiros após a tragédia envolvendo o avião da Lamia. O Atlético Nacional chegava a Santa Catarina para decidir a Recopa contra a Chapecoense.


As homenagens começaram antes mesmo de a delegação deixar a aeronave, que pousou às 13h45. Bombeiros, com caminhões-pipa, fizeram um portal com jatos d'água para receber o avião. Ao descerem, os jogadores receberam medalhas, entregues pelo prefeito Luciano Buligon. A cerimônia também contou com uma banda marcial.


Na sequência, os atletas e dirigentes seguiram para um ônibus, que foi acompanhado por um caminhão dos bombeiros em uma pequena carreata até o hotel. Alguns jogadores do Atlético Nacional chegaram a entrar no caminhão e aparecer para quem os cidadãos que observavam a carreata. A população, que foi às ruas, saudou os jogadores, recebidos por muita gente também ao chegarem ao hotel.

Carinho também em escala em Guarulhos/SP
Antes, por volta de 10h20, jogadores e comissão técnica do Nacional haviam feito conexão em Guarulhos, São Paulo, onde receberam o carinho dos brasileiros. A retribuição à solidariedade demonstrada desde a tragédia rendeu agradecimento do time:

- Em Guarulhos, onde passamos muitas vezes sem sermos descoberto, agora nos veem, nos observam, nos reconhecem. Pedem fotos, autógrafos, a pele arrepia, os agradecimentos vêm e vão. De repente, perto da porta 215, chegamos à emotividade total. Um casal, que nos disse ser de Chapecó, sem rodeios expressa para nós eterna gratidão ao clube, palpitações aceleradas. Vê-los foi se encontrar com irmãos. Não houve esforços para provar isso. Nacional é Chapecó. Por toda a eternidade.


Globo Esporte SC

Nenhum comentário