Últimas Notícias

Mulher é acusada de obrigar taxista a transar com ela.


A americana Brittany Carter, de 23 anos, foi acusada de assaltar um taxista na cidade de Findlay, no estado de Ohio, com a ajuda de dois cúmplices, um deles armado com uma faca. Após o assalto, Brittany fez algo insuitado nesse tipo de ocorência: obrigou o motorista do táxi, de 29 anos, a fazer sexo com ela. Por isso a moça também acabou acusada de cometer estupro.

Essa história, que ganhou as manchetes dos principais jornais e emissoras de TV nos Estados Unidos e Europa, começou quando a própria Brittany chamou um táxi. Ela estava hospedada em um hotel de Findlay.

Ela acionou o serviço da empresa Trinity Express Cab Service, que solicitou o taxista de 29 anbos para buscar Brittany.

Quando o taxista chegou ao local, Brittany entrou no carro dele com dois homens, um deles identificado pela polícia como Cory Jackson, de 20 anos. O episódio ocorreu na madrugada do último dia 28 de janeiro, mas só foi divulgado esta semana.

Os três anunciaram o assalto quando o carro começou a circular pelo bairro. O taxista parou o veículo numa rua deserta e entregou a eles o equivalente a R$ 300. Quando o homem deu a grana, Brittany pegou a faca, segundo ele, o obrigou a transar ali mesmo, no carro, diante dos cúmplices.

A polícia disse que o taxista fez sexo com a mulher “com a faca apontada para o pescoço da vítima”.

Os três acabaram fugindo a pé depois do assalto e da transa. O motorista foi então à delegacia relatar o ocorrido. A polícia emitiu então os mandados de prisão para os três acusados.

Brittany e Cory foram detidos. A garota só sairá da cadeia se pagar cerca de R$ 200 mil de fiança. Cory teria estimulado Brittany e ameaçado o taxista durante o ato sexual. Ele não participou: ficou assistindo e berrando ofensas e intimidações.


R7
Imagem: Reprodução

Nenhum comentário