Últimas Notícias

Lula faz discurso a manifestantes após fim de depoimento a Sergio Moro.


Logo após o fim do depoimento ao juiz Sergio Moro, o ex-presidente Lula seguiu para a Praça Santos Andrade, localizada no centro de Curitiba, e onde se encontram os manifestantes que fazem um ato em apoio ao petista.

O líder do MST, João Pedro Stédile, criticou o presidente Michel Temer ironizando que o movimento deveria realizar uma “vaquinha” para ajudá-lo a comprar uma passagem para Miami, nos Estados Unidos, que seria “o lugar de todos os fdp do mundo”.

Depois de uma breve vistoria de segurança no palco montado na praça, Lula e Dilma subiram ao palco para falar sobre os acontecimentos mais recentes na política nacional.

“Esse país não irá continuar no caminho do golpe. O primeiro foi meu impeachment, o segundo a PEC do teto dos gastos e agora conspiram para mudar as leis de trabalho. Nem na ditadura militar ousaram a tirar os direitos dos trabalhadores”, afirmou Dilma.

Já Lula iniciou seu discurso afirmando que “a história irá mostrar que nunca antes na história do Brasil alguém foi perseguido e massacrado como eu”. E continuou: “Hoje achei que os acusadores fossem me mostrar uma escritura, um documento, um pagamento ou alguma coisa que eu fiz para ter o tal apartamento. Nada. Perguntaram se conheço Vaccari, Léo Pinheiro, Okamoto. É claro que conheço. Não quero ser julgado por interpretações, quero ser julgado por provas”.

Ao público o petista ainda afirmou que “só tenho compromisso com vocês. É meu nome, é o nome do meu partido, dos movimentos sociais, de partidos solidários, movimento sindical, dos nossos irmãos, se um dia eu tiver que mentir para vocês, eu prefiro que um ônibus me atropele em qualquer rua deste país”. E finalizou: “Nunca tive tanta vontade como tenho agoram vontade de fazer mais e provar que se a elite não tem talento para consertar o Brasil, um metalúrgico tem”.

A audiência

Acabou por volta das 19h15, o primeiro depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação lava Jato na primeira instância. O petista foi interrogado como réu pela primeira vez no processo sobre o triplex no Guarujá (SP).

Lula chegou de voo fretado em Curitiba. Ele foi acompanhado por políticos petistas, como a senadora Gleisi Hoffmann e o senador Lindberg Farias. A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) também viajou para a capital paranaense para acompanhar o colega.

O depoimento ocorreu no âmbito da ação contra o ex-presidente sobre o caso triplex do Guarujá. O ex-presidente é acusado de receber propina da empreiteira OAS por meio das reformas de um apartamento no litoral de São Paulo e de um sítio em Atibaia. A defesa do ex-presidente nega que ele seja dono dos imóveis.


Yahoo News

Nenhum comentário