Polícia

Em chacina, quatro pessoas são mortas a tiros na Grande Natal.


Quatro pessoas foram mortas a tiros na madrugada desta segunda-feira (17) no distrito de Canto de Moça, na zona rural de Ielmo Marinho, município da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, as vítimas estavam em duas casas que foram cercadas por homens encapuzados.

As residências ficam perto da Escola Municipal Professora Maria Ivone Moreira. Alguns ainda tentaram fugir correndo, mas foram alcançados e baleados. Os criminosos usaram uma espingarda calibre 12. Os disparos foram feitos na cabeça e rosto das vítimas.

Até o momento, dois dos quatro mortos foram identificados oficialmente: Leandro Cabral da Silva, de 27 anos, e Antônio Andrade de Freitas, de 21. Os outros dois, que estavam sem documentos, foram reconhecidos apenas como Wellington (chamado de 'Dente de Ouro') e Daniel (o 'Daco').

A Polícia Civil acrescentou que os mortos teriam envolvimento com o tráfico de drogas e roubos cometidos na região.

Ninguém foi preso.

Dois morrem durante tiroteio entre facções rivais em Mossoró, diz PM.

Dois homens morreram baleados na noite deste domingo (16) em Mossoró, região Oeste potiguar, durante um tiroteio que envolveu pelo menos 15 pessoas, informou a polícia. O caso aconteceu na comunidade conhecida como Favela do Fio, no bairro Santa Delmira.

As vítimas foram identificadas como Marcelo Martins da Silva e Paulo Mendes Rodrigues da Costa.

De acordo com relato de moradores, o crime aconteceu por volta das 20h. O tiroteio envolveu entre 15 e 20 homens. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de uma briga entre facções criminosas rivais.

"Essas foram as primeiras informações que chegaram para nós, depois que o crime aconteceu, mas só a investigação da Polícia Civil pode confirmar", disse o comandante do 2º Batalhão da PM, major Maximiliano Luiz.

Em meio aos tiros, um homem que passava pelo local foi atingido por uma bala no braço, mas passa bem.

Uma das vítimas, Marcelo Martins da Silva, já teve passagem pela Penitenciária Mário Negócio em Mossoró e também pelo Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná.

A PM ainda não localizou os outros envolvidos no tiroteio.

Outra morte
A Favela do Fio já havia registrado outro crime no sábado (15). Henrique Eduardo Teixeira, 20 anos, foi perseguido e morto enquanto pedalava uma bicicleta durante a noite. Ainda não se sabe se existe relação entre os dois crimes.



G1

Sobre ClickPicuí

Radialista profissional, blogueiro e editor chefe do ClickPicuí.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.