Últimas Notícias

Adolescente detido por morte de padre em Borborema, PB, fala em sexo e bebidas.


Um adolescente de 15 anos foi apreendido na tarde desta terça-feira (29) pela Polícia Civil por ser suspeito de participar do assassinato do padre Pedro Gomes da Silva, de 49 anos, na cidade de Borborema, no Brejo da Paraíba. A apreensão aconteceu em Arara, na mesma região. Segundo o delegado Diógenes Fernandes, outro jovem de 18 anos é procurado por envolvimento no crime.

Em depoimento, o rapaz confessou o crime e disse que foi convidado pelo padre para consumir bebidas alcoólicas dentro da casa. O suspeito disse que o crime aconteceu depois que o padre tentou fazer sexo com ele.

O delegado explicou que há controvérsias na versão do jovem e acha que adolescente foi orientado a dar esse depoimento.

"Ele revelou ter sido convidado para visitar a casa do padre. Chegando lá (disse que) consumiram bebidas alcoólicas e o padre queria ter relação sexual com ele. Porém, achamos que ele foi orientado a contar essa história para tentar amenizar a situação", disse o delegado.

Ainda conforme o delegado Diógenes, buscas estão sendo feitas para tentar prender ainda nesta terça-feira o segundo suspeito de participar do crime. O adolescente apreendido confessou estar na casa do padre no dia do assassinato e revelou a existência desse segundo suspeito que segue foragido.

Entenda o caso

O padre Pedro Gomes Bezerra foi encontrado morto no dia 24, dentro de casa, em Borborema. O sacerdote foi assassinado com pelo menos 29 facadas, segundo a perícia. A residência do religioso estava revirada e o carro dele não estava na garagem, mas não havia sinais de arrombamento. Ainda conforme a PM, o corpo do padre Pedro Gomes foi encontrado enrolado num lençol e havia muito sangue no local.

O delegado Diógenes Fernandes também informou que a arma do crime foi encontrada em um dos cômodos da casa e ainda passará por análise. O carro do padre que foi usado na fuga do agressor foi encontrado abandonado na zona rural de Solânea, a cerca de 15km da cidade onde aconteceu o assassinato.

A assessoria de comunicação da Diocese de Guarabira, responsável pela região de Borborema, confirmou que o padre Pedro Gomes estava na paróquia de Borborema há quase 2 anos. Ele foi ordenado sacerdote em 1993 e antes de chegar à cidade, servia na Paróquia Nossa Senhora da Piedade no município de Arara, também no Brejo paraibano. Ele completaria 50 anos no fim de agosto.


G1

Nenhum comentário