Últimas Notícias

Homem é preso suspeito de estuprar irmãs e dizia que abusos eram 'ordens de espíritos'.


Um homem de 36 anos foi preso, na manhã desta sexta-feira (25), em Campina Grande, suspeito de estuprar duas irmãs afirmando que o crime precisava ser cometido por "ordens de espíritos". O crime era praticado há mais de dez anos, quando uma das vítimas estava com 11 anos. Já a outra irmã era estuprada desde 2015. Com a vítima mais velha, o suspeito teve um filho.

O crime foi confirmado ao Portal Correio pela delegada Alba Tânia, da Delegacia de Crimes Contra a Infância e a Juventude em Campina Grande. Conforme a delegada, o suspeito é padrinho da vítima mais velha, que tem hoje 22 anos, e se aproveitou da situação para ganhar confiança da vítima e afirmar que os abusos eram ordens de espíritos.

“Ele é padrinho da mais velha e se aproveitando disso chegou para ela, em 2006, quando ela tinha 11 anos, afirmando que espíritos estavam ordenando que ela mantivesse relações sexuais com ele para uma ‘cura’. Ele a pressionava muito, infringindo medo e imitando vozes de espíritos para convencer ela até que consumou os abusos, que perduraram até hoje, inclusive com os dois morando juntos e resultando em um filho”, disse a delegada.

Além da vítima mais velha, o suspeito também iniciou abusos sexuais com a irmã mais nova, a partir de 2015, quando ela tinha nove anos. O convencimento para o estupro foi o mesmo usado contra a vítima mais velha: ordem de espíritos para uma ‘cura’.

“Com o tempo, a irmã mais nova foi morar com o casal e ela também foi abusada pelo suspeito. Em depoimento, a vítima mais velha nos contou que não sabia que a menor era abusada, mas começou a desconfiar de algo e saiu de casa, deixando a menina de 11 anos morando com o suspeito. Foi nesse ponto que recebemos a denúncia de uma menor morando com um homem, iniciamos investigação e acabamos descobrindo todo esse caso”, afirmou a delegada Alba Tânia.

A delegada também afirmou que a família das irmãs só descobriu sobre os abusos a partir da investigação policial. Além do estupro contra as irmãs, a polícia suspeita que o homem também tenha abusado sexualmente de crianças da família dele.

“Ele foi preso dentro da casa onde morava com a menina mais nova e não nega nem confirma os crimes, dizendo apenas que o filho que teve com a irmã mais velha foi feito quando ela era maior de idade. Também estamos investigando indícios de que ele abusou de crianças da própria família. Agora, ele foi enviado para a Central de Polícia e vai aguardar audiência de custódia na segunda-feira. As meninas estão com a família”, concluiu a delegada.


Portal Correio

Nenhum comentário