Últimas Notícias

Padre deputado pede semana de orações contra a corrupção no Brasil.


Em um discurso-desabafo feito na Câmara dos Deputados nesta terça-feira, 5 de setembro, o deputado Luiz Couto (PT-PB) disse que o povo brasileiro está enojado da corrupção. Paraibano de Soledade, o parlamentar relatou que seus pais o ensinaram a ter palavra e caráter. "Hoje, vemos corruptos legítimos debatendo corrupção. Vemos pedófilos debatendo pedofilia. Traficantes de seres humanos debatendo o tráfico de pessoas. Exploradores do trabalho humano debatendo reforma trabalhista. Criminosos debatendo o aumento de penas e sobre recrudescimento da legislação", comentou.

O deputado disse que sua referência mais imediata era à troca de farpas entre o empresário Joesley Batista, que chamou o presidente golpista e usurpador da República, Michel Temer de "Ladrão Geral da República" e ouviu de Temer sua classificação como "Grampeador Geral da República".

"O povo está enojado com essa guerra de palavras e de poderio apodrecido na corrupção. Temos que acabar com a corrupção. E ela está encabeçada dentro do governo Temer. O povo sabe disso!", disse Couto, acrescentando que as declarações definem quem são os dois, Joesley e Temer.

Couto também registrou o pedido da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para que esta semana toda seja dedicada à oração e à reflexão. "Quero me associar a esta convocação da CNBB e peço a todos aqueles que normalmente vão à missa mensal na CNBB, a todos os católicos e cristãos em geral, que também se associem a esta convocação da CNBB: rezar para que o Brasil saia desta ruína em que se encontra. É triste vermos a imagem que o Brasil tem hoje no cenário internacional. A cada dia aparecem mais situações de destruição da nossa economia, das nossas florestas, de entrega daquilo que é nosso. O Banco do Brasil, a Caixa Econômica, os Correios e o BNB estão fechando agências. Não dá para aceitarmos essa ruína".



Redação com Assessoria

Nenhum comentário