Últimas Notícias

Que País nós queremos construir? *Por Pr. Gomes Silva.

Pr. Gomes Silva
Quem tem alegria, prazer em ouvir ou assistir a um programa jornalístico, hoje, no Brasil, seja através da rádio ou da televisão? Pouquíssimas pessoas. Ainda mais porque, quanto mais desgraças mais enfoque é dado pela mídia.

Você liga o rádio ou a televisão local, agora, e pensa que o veículo de comunicação está repetindo a matéria do dia anterior: Corrupção, assaltos, roubos, assassinatos. É como se não tivesse outro assunto importante para divulgar. Tem, sim, mas o enfoco é dado ao que o povo está querendo.

Em nível nacional a situação é pior. As manchetes são “repetidas”. Não, não são repetidas. São fatos reais que acontecem a cada segundo no Brasil. As notícias começam logo ao amanhecer com o anúncio da prisão de corruptos por parte da Polícia Federal. Daqui a pouco: Assalto a banco na cidade tal. O noticiário policial nem terminou e lá vem mais uma: Prefeito é cassado por corrupção e compra de votos. Ou empresário é preso acusado de integrar máfia das licitações, da gasolina, da propina etc.

Mas os acontecimentos drásticos não ficam apenas nisso. Estamos vendo no Brasil bandidos administrando, amedrontando a população e nada sendo feito pelas autoridades para contê-los. É como os esses prelados estivessem a serviços dos “sem leis”; políticos saem de suas terras para se especializar em corrupção em Brasília, claro, com raríssimas exceções. Assim, políticos são presos por corrupção e lavagem de dinheiro e outras acusações; movimentos sociais tentam destruir a família, primeira instituição criada por Deus; organizações não governamentais propagam que ninguém nasce homem ou mulher, inventando uma tal “identidade de gênero”, que, na prática, não existe, tentando, assim, modificar a biologia, que diz que nascem pessoas do sexo feminino ou do sexo masculino. Não existe uma terceira opção, mesmo porque Deus fez tudo perfeito.

Tem também aqueles que perderam completamente a noção do que é realmente cultura e promovem eventos, onde a cultura existente é um homem nu sendo tocado por uma criança e centenas de outros jovens ao redor reverenciando tal acontecimento; ou ainda exposições enfatizando sexo de homens brancos com preto; de sexo de homens com animais; sexo oral e ainda dizem ser isto é uma “beleza de arte”?

Mas tem aqueles que vêm tentando, a todo custo, trocar o natural criado por Deus pelo antinatural - homem casando com homem, mulher com mulher; crianças sendo doutrinadas para serem gays ou lésbicas já nos primeiros anos de vida.

Nessa mesma barriga de imundície, estão alguns sem coração, que lutam pela descriminalização do aborto - assassinato de crianças indefesas (Em 1940, o Código Penal oficializou o aborto como crime contra a vida e fixou penas: até três anos de prisão para as mulheres); e das drogas, que levam todos os anos milhares, principalmente, de jovens usuários para cemitérios ou para os presídios.

Que país é esse onde querem acabar com o Dia dos Pais, Dia das Mães? Onde alguns têm orgulho de ser gay e familiares batem palmas como se isso fosse a coisa mais natural do mundo? Tá todo mundo de cabeça para baixo ou querem mesmo “esculhambar” essa sociedade?

Que país, realmente, estamos lutando para construir para as próximas gerações?

·        O autor é pastor, jornalista e palestrante para jovens e casais.



Pr. Gomes Silva

Nenhum comentário