Últimas Notícias

Mulher sequestrou crianças de orfanato na PB para enganar marido, diz Conselho Tutelar.


A mulher apontada como mentora do sequestro de duas crianças do orfanato e abrigo provisório da cidade de Esperança, no Brejo paraibano, queria usar as crianças para enganar o marido. Segundo o Conselho Tutelar da cidade, a mulher havia dito ao marido que estava grávida de gêmeos, mas nunca aparecia com as crianças.

“Ela dizia ao marido que estava grávida de gêmeos e que tinha feito o parto na cidade de Recife, onde as crianças estariam internadas com problemas cardíacos. O pai questionava porque ela nunca aparecia com os gêmeos. O Conselho Tutelar tomou conhecimento do caso e foi atrás até confirmar que essas crianças não existiam”, disse a conselheira tutelar Adriana Alves.


O Conselho Tutelar destacou que, pelo fato de dizer que era mãe de gêmeos, a mãe cortou e pintou o cabelo das meninas sequestradas e ainda vestiu elas com roupas masculinas. Antes de sequestrar as crianças, para enganar o marido, segundo o Conselho Tutelar, a mulher enviava fotos de crianças que ela salvava da internet. As imagens enviadas para o marido foram analisadas pela Polícia Civil, que confirmou que eram fotos de internet.

Sobre a situação do orfanato e abrigo provisório, o Conselho Tutelar destacou que vai intensificar a fiscalização sobre as funcionárias, tendo em vista que uma delas é suspeita de participação no crime. “Uma funcionária que trabalha há um mês no local foi quem passou as crianças por cima do muro, na madrugada, enquanto a outra funcionária estava dormindo”, disse Adriana Alves.

O Conselho Tutelar destacou ainda que está preparando relatórios com denúncias e informações que serão protocolados junto ao Ministério Público da Paraíba e a Polícia Civil do estado da Paraíba.

Relembre o caso

Quatro mulheres foram presas em flagrante suspeitas de sequestrarem duas crianças de 1 ano e 1 ano e 3 meses que estavam no orfanato e abrigo provisório na cidade de Esperança. Entre as mulheres presas está uma funcionária do local que facilitou a fuga, passando as crianças por cima do muro, segundo a Polícia Civil.

Outra mulher que foi presa era mãe de uma criança que estava internada no local, porém, a mulher sequestrou outras duas meninas que não eram suas filhas. O sequestro ocorreu durante a madrugada do sábado (8), e as crianças foram encontradas pela manhã em uma casa, na cidade de Areial.

A dona da casa e uma amiga também foram presas. Na casa, as crianças já estavam com cabelos cortados e pintados e usavam roupas masculinas.


G1

Nenhum comentário