Últimas Notícias

No Regional de Picuí foi constatado excesso de codificados. Fiscalização do TCE aponta irregularidades em vários hospitais do Estado.

Hospital de Santa Luzia
Fiscalização realizada pelo Tribunal de Contas na rede hospitalar do Estado apontou diversas irregularidades.  (Leia aqui o relatório).

Foram realizadas inspeções in loco no hospital de emergência e trauma Senador Humberto Lucena (Cruz Vermelha Brasileira); no hospital geral de Mamanguape (IPCEP), na maternidade Peregrino Filho, de Patos, no hospital geral de Taperoá, na UPA de Princesa Isabel e em diversas unidades de saúde gerenciadas diretamente pela secretaria de Saúde das seguintes localidades polarizadas por Princesa Isabel, Itaporanga, Piancó, Santa Luzia, Picuí e Solânea.

No hospital regional de Picuí, por exemplo, foi constatado excesso de pessoal classificado como codificados. De acordo com o relatório, 86% do quadro total é de codificados. O mesmo problema foi verificado no hospital Regional Wenceslau Lopes, de Piancó. Lá os codificados representam 88,8% do quadro total.

No Hospital e Maternidade Sinhá Carneiro, de Santa Luzia, a estrutura física está comprometida, necessitando urgentemente de intervenções. “O prédio que abriga a Unidade Hospitalar foi inaugurado há mais de 30 anos e está com sua estrutura física comprometida (paredes infiltradas, rachadas e descascando), necessitando de algumas intervenções com a maior brevidade possível”, destaca o relatório da auditoria.

Situação pior é a do hospital Distrital de Solânea (HDS), com instalações físicas em estado calamitoso e equipamentos médico-hospitalares velhos, quase inservíveis e quadro de pessoal resumido. “A Estrutura física está em estado péssimo, necessitando urgentemente de intervenções/adequações”, destaca o relatório.

De acordo com o documento, o prédio que abriga a Unidade Hospitalar foi inaugurado há mais de 30 anos e está com sua estrutura física comprometida em locais pontuais (paredes/teto infiltrados, rachados e descascando), necessitando de reparos nos locais afetados.



Os Guedes 

Nenhum comentário