Últimas Notícias

Governo nega cortes e diz que recursos não estavam liberados.



O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Gleisson Cardoso, afirmou nesta sexta-feira (1º) que não foram retirados recursos dos ministérios para cobrir gastos com o subsídio do óleo diesel. Segundo ele, os recursos já estavam contingenciados e, portanto, os ministérios não tinham autorização para executá-los.

“Dessa parcela de cancelamento de dotações de despesas discricionárias, toda ela é proveniente de recursos que estavam contingenciados. Nenhum ministério, autarquia ou fundação teve redução no orçamento que já estava liberado antes da composição desse crédito extraordinário de R$ 9,5 bilhões”, disse Cardoso durante coletiva de imprensa após reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento.

A partir de agora, as reuniões do grupo vão ocorrer com menor regularidade. Nos últimos dias, os ministros se reuniram duas vezes ao dia, de manhã e ao final da tarde, no Palácio do Planalto, para fazer uma avaliação do panorama da paralisação dos caminhoneiros e depois da retomada do abastecimento no país.


Agência Brasil

Nenhum comentário