Últimas Notícias

Barra de Santa Rosa discute projeto com Banco do Nordeste para fortalecimento da caprinocultura local



Agricultores e representações da agricultura familiar do município Barra de Santa Rosa, no Curimataú paraibano, participaram de um encontro com agentes de desenvolvimento regional do Banco do Nordeste, objetivando conhecer um novo projeto daquela instituição bancária que será lançado edital em breve e que se destina ao desenvolvimento e fortalecimento da agricultura e pecuária regional.

Stúdio Rural entrevistou o tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais daquele município e secretário da ONG local Xique-Xique, Adriano Sousa Leite, detalhando o que foi o encontro, falando sobre o novo projeto, sobre critérios apresentados pelos agentes de desenvolvimento e garante que o município cumprirá metas para receber os recursos em benefício do fortalecimento da caprinocultura local. “A gente teve uma importante reunião hoje com nosso amigo Nicodemos do Banco do Nordeste, o pessoal de algumas associações comunitárias do município, presença também do vereador Cícero de Dedé, e a discussão nossa aqui se deu na questão do fortalecimento da cadeia produtiva da caprinocultura, nós sabemos que Barra de Santa Rosa é o município que o maior rebanho caprino do Curimataú, então o Banco do Nordeste criou essa linha do Prodeter que é uma linha de atuação que vai trabalhar diretamente com os produtores, com agricultores, com parceiros, e nós temos algumas etapas a cumprir e no final, daqui a seis ou oito meses, o Banco do Nordeste vai lançar um edital, uma chamada pública aonde as entidades do Curimataú terão a oportunidade de apresentar seus projetos pra melhorar a condição da estruturação produtiva dessa cadeia produtiva da caprinocultura leiteira”, explica Adriano Leite ao dialogar com nosso público ouvinte Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo.

Ele explicou que outros encontros já ficaram marcados e que envolverão lideranças de outros municípios da região para o fortalecimento das cadeias produtivas nos territórios locais. “Esse primeiro momento é um momento de apresentação de programa aonde os agricultores terão a oportunidade de dialogar diretamente com os técnicos do Banco, dialogar também com as instituições que são muito importantes como o sindicato, a Xique-Xique, o pessoal do Território do Curimataú aonde a gente vai levar essa discussão profundamente para que nós possamos adiante, com o lançamento da chamada pública, a gente possa aprovar muitos projetos, projetos de um viés de fortalecer a caprinocultura e que consigamos chegar ao nosso objetivo que é gerar trabalho, renda e melhorar a qualidade de vida de nosso povo tão sofrido no campo. Então a gente vai ter uma nova reunião dia 12 de julho, vai ser aqui em Barra de Santa Rosa, uma atividade que contará com outros parceiros como o pessoal do município de Picuí, onde vamos conversar, através de nosso amigo secretário Raniere Ferreira que deverá articular os caprinocultores do município de Picuí, posteriormente nós teremos também uma outra agenda lá no município de Nova Floresta onde pretendemos agregar os companheiros de Nova Floresta e Cuité neste debate e, dependendo do nível de organização das entidades, dependendo do nível de interesse dos agricultores, nós vamos vencer todas as etapas e vamos trazer essa boa nova para a discussão dos agricultores na agricultura familiar e na caprinocultura como tema central da sua produção”, justifica Adriano dialogando sobre outras diversas ações e projetos que já vêm sendo desenvolvidos para o fortalecimento da caprinocultura local.


Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Nenhum comentário