Últimas Notícias

Assim como a Cenecista de Picuí, a rádio Currais Novos também já funciona em FM.



Com o avanço das mídias digitais e a facilidade de serem sintonizadas nos aparelhos celulares e em outras mídias digitais, as emissoras de rádios que operavam em Amplitude Modulada – AM – aproveitaram a oportunidade disponibilizada pelo Governo Federal com a disponibilização de um canal específico para estas mudanças, e estão migrando para a Frequência Modulada – FM. Emissoras tradicionais como a Integração do Brejo de Bananeiras Cenecista de Picuí, etc, já estão operando em FM. Outra emissora tradicional, essa do Seridó Norte-rio-grandense, a Rádio Currais Novos, também migrou e já está operando na frequência de 90.9 MHz.

Inicialmente em fase experimental, a emissora vem recebendo mensagens e ligações de vários municípios do Seridó Paraibano e Norte-rio-grandense, de ouvintes que sintonizaram a emissora. Sua direção agendou sua inauguração para o dia 6 de setembro, data de aniversário da emissora, quando estará completando 60 anos.  

Atualmente gerenciada pelo radialista Hessi Ramos, a emissora pertence ao Sistema Rural de Comunicação da diocese de Caicó. Das 3 AMs que o sistema possui, a Currais Novos é a primeira a migrar para FM.   

A migração das rádios que operavam na faixa AM para o espectro das FMs teve como objetivo fortalecer as emissoras de rádio que são prejudicadas pelo abandono do dial AM. Esse abandono é motivado pela presença de interferências na faixa AM que acabam inviabilizando a sintonia dessas estações por parte dos ouvintes. Quanto maior o centro, mais difícil é a captação. No FM essas emissoras terão uma sintonia mais fácil e uma qualidade de áudio superior. O Decreto que autorizou a migração foi assinado pela presidente da República Dilma Rousseff em 7 de novembro de 2013. 
  

ClickPicuí

Nenhum comentário