Últimas Notícias

Rolou na Segunda: goleadas, falta de jogadores no banco e atrasos marcam a abertura da 2ª divisão.



Campeonato Paraibano da 2ª divisão começou nesse domingo com seis partidas disputadas e 24 gols marcados. Falta de estrutura fora de campo é destaque na estreia da competição estadual.

Jogos atrasados, poucos jogadores no banco de reservas, estreia de medalhões e muitos gols... começou o Campeonato Paraibano da 2ª divisão. Foram seis partidas, do Litoral ao Sertão, com direito a 24 gols marcados, uma média de quatro por confronto. E, apesar dos desníveis técnicos dos favoritos contra os azarões, a sorte foi lançada na Segundona, e 12 clubes já brigam por duas vagas na elite do futebol paraibano de 2019. O GloboEsporte apresenta o primeiro Rolou na Segunda de 2018, com os destaques da rodada de abertura da divisão de acesso estadual.

Só mais uns minutinhos
O primeiro grande atraso da rodada de estreia da 2ª divisão foi no principal palco do futebol paraibano. No Estádio Almeidão, foram 55 minutos de espera pelo policiamento para que Spartax e Confiança de Sapé pudessem disputar a partida. Já no Sertão, Sabugy e Femar esperaram durante uma hora e meia por um médico para que o jogo pudesse começar no Estádio José Cavalcanti, em Patos.

Média de quatro gols
Nenhum 0 a 0 nos seis jogos da primeira rodada do estadual. Aliás, o placar mínimo nas partidas desse domingo foi de dois gols marcados. E, com essa média de quatro gols, a Segundona começou com muita bola na rede. Os destaques, sem dúvida, são para as goleadas de Perilima e Femar. O time de Campina Grande aplicou 6 a 0 para cima da Picuiense pelo Grupo do Agreste; já na Chave do Sertão, a equipe de Sumé não tomou conhecimento do Sabugy e, mesmo fora de casa, goleou por 7 a 2.

Três jogadores, 10 gols
E, em meio a tantos gols marcados na primeira rodada, três jogadores se sobressaíram. Talisson marcou nada menos que quatro gols para o Femar na goleada por 7 a 2 sobre o Sabugy. Os outros três gols do time vitorioso nessa partida foram marcados por Denilson. E quem também anotou um hat-trick na rodada de estreia foi um velho conhecido do futebol paraibano. O experiente atacante Manú, que agora defende a Perilima, também marcou três vezes na goleada por 6 a 0 sobre a Picuiense. O trio começou bem demais na 2ª divisão do Paraibano.

Cadê os jogadores?
Como de costume no início da 2ª divisão, os clubes não conseguem regularizar a situação dos seus jogadores e colocá-los, em sua totalidade, em campo. Em Campina Grande, por exemplo, a Picuiense foi para o jogo contra a Perilima com apenas dois atletas no banco de reservas. E, para piorar a situação, o técnico Wellington Lourenço foi obrigado a fazer a primeira alteração logo aos 5 minutos da primeira etapa, depois que o lateral Diego saiu com um problema muscular. Já na segunda etapa, quando havia feito a segunda alteração, o time ficou com 10 em campo, já que o atacante Chico Paraíba também saiu machucado.

Mas e a recomendação?
Começando com uma semana de atraso, a 2ª divisão seguiu com muitos dos já conhecidos problemas que atrapalham o futebol do Estado. Antes de a competição ter início, o Ministério Público da Paraíba havia recomendado que apenas o Estádio Carneirão poderia receber torcida. No entanto, nesse domingo, tanto o Estádio Almeidão, em João Pessoa, quanto o Titão, em Lagoa Seca, receberam público. Com isso, as duas praças esportivas podem ser denunciadas por descumprirem a recomendação. Quanto aos demais, os torcedores não puderam comparecer.

Resultados da 1ª Rodada

GRUPO DO LITORAL
São Paulo Crystal 2 x 0 Inter-PB (Carneirão, em Cruz do Espírito Santo)
Spartax 0 x 2 Confiança de Sapé (Almeidão, em João Pessoa)

GRUPO DO AGRESTE
Perilima 6 x 0 Picuiense (Presidente Vargas, em Campina Grande)
Sport-PB 3 x 0 Queimadense (Titão, em Lagoa Seca)

GRUPO DO SERTÃO
Nacional de Pombal 1 x 1 Esporte de Patos (Pereirão, em Pombal)
Sabugy 2 x 7 Femar (José Cavalcanti, em Patos)

ARTILHARIA:
4 gols:
Talisson (Femar)

3 gols:
Denilson
Manú (Perilima)

1 gol:
Ruan (Esporte de Patos)
Kalel (Nacional de Pombal)
Marcelinho Paraíba, Cesinha e Sillas (Perilima)
Bergh, Iggor (Sabugy)
Ebinho e Vitor Caicó (São Paulo Crystal)
Eriquinho e Fábio (Spartax)
Chiquinho, Mailson e Vitor (Sport-PB)


GE

Nenhum comentário