Últimas Notícias

Eleito o 42°presidente do Brasil. Conheça o perfil.



O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) venceu as eleições presidenciais no segundo turno do pleito de 2018, ocorrido neste domingo (28).

Com 55% dos votos válidos, Bolsonaro derrotou o candidato do PT, Fernando Haddad, que obteve 44% dos votos válidos.

Jair Bolsonaro é o 42° presidente eleito do Brasil.

Conheça o perfil:

Jair Messias Bolsonaro (PSL), 63 anos, nasceu no município de Glicério, região de Araçatuba, no noroeste do estado de São Paulo, mas foi registrado em Campinas, no dia 21 de março de 1955.

Cursou a Escola Preparatória de Cadetes do Exército e em seguida a Academia Militar das Agulhas Negras, formando-se em 1977. Serviu no 9º Grupo de Artilharia de Campanha, em Nioaque, MS, no período de 1979 a 1981.

Integrou a Brigada de Infantaria Paraquedista, onde se especializou em paraquedismo.

Em 1983 formou-se em educação física na Escola de Educação Física do Exército e tornou-se mestre em saltos pela Brigada. Em 1987, cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO).

Em 1988 entrou na vida pública elegendo-se vereador da cidade do Rio de Janeiro pelo Partido Democrata Cristão.

Nas eleições de 1990 elegeu-se deputado federal pelo mesmo partido. Viriam em seguida outros quatro mandatos sucessivos.

Bolsonaro foi titular da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, além de ter sido suplente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

Além do PDC, foi filiado a outros oito partidos ao longo de sua carreira política: PPR (1993-95), PPB (1995-2003), PTB (2003-2005), PFL (2005), PP (2005-2016), PSC (2016-2017) e o PSL (2018).

Conforme um levantamento do jornal O Estado de S. Paulo, em 26 anos de atividades no Congresso, Bolsonaro apresentou 171 projetos de lei, de lei complementar, de decreto de legislativo e propostas de emenda à Constituição (PECs), sendo relator de 73 deles.

Porém, em quase três décadas de carreira política, o parlamentar conseguiu aprovar apenas dois projetos de lei e uma emenda: uma PEC que prevê emissão de recibos junto ao voto nas urnas eletrônicas e uma proposta que estende o benefício de isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para bens de informática e outra que autoriza o uso da fosfoetanolamina, substância que ficou conhecida no Brasil como “pílula do câncer” e que testes demonstraram não ter qualquer efeito contra a doença.

Bolsonaro tornou-se conhecido por suas posições controversas, como a defesa da ditadura militar de 1964, por ter considerado a tortura uma prática legítima, a liberação de armas, por posições contrárias aos direitos LGBT e por várias outras declarações que lhe renderam cerca de 30 pedidos de cassação e três condenações judiciais.


PB Online

Nenhum comentário