Sindicalista diz que medida adotada nos Correios visa privatização.


Por causa de uma nova medida do governo Federal, as agências dos Correios e Telégrafos não abrirão mais aos sábados.

A medida tem o objetivo de reduzir gastos da empresa no valor de R$1,6 bilhão e tentar chegar ao fim do com o orçamento em dia.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios da Paraíba, José Cavalcanti, afirmou que a medida faz parte dos planos do governo em privatizar as estatais e, provavelmente, irá gerar prejuízos aos funcionários e clientes.

– Não fomos surpreendidos com essa notícia. Inclusive, já existe um projeto da empresa Correios e Telégrafos em privatizar todas as estatais para ser aprovado no Congresso Nacional. Essa é uma das medidas que visa sucatear ainda mais, no tocante a nós dos Correios e serviços. Não admitimos fechamento de agências, em particular, dos Correios porque isso traz mais desempregos, mais péssimo atendimento à sociedade. Nós já temos uma deficiência muito grande não só aqui na Paraíba, mas em todo Brasil. Nós somos contrários a essa medida e nós vamos sair com um protesto dentro da nossa categoria com informativo dizendo que precisamos ir as ruas- criticou.

Ele ressaltou que tudo já foi arquitetado pelo governo Federal e que há vários serviços terceirizados na empresa. De acordo José, a crise financeira seria utilizada pelo governo como uma justificativa para privatização.

Porém, o sindicalista afirmou que não há justificativas e que as agências paraibanas, como por exemplo, a menor do Estado que é localizada na cidade de Areial, dá um lucro de mais R$100 mil anualmente aos Correios.

As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM



PBOnline

Sobre Francisco Araújo

Radialista profissional, blogueiro e editor chefe do ClickPicuí.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.