Home » » Bactéria desconfigura rosto de 'Ken humano' brasileiro.

Bactéria desconfigura rosto de 'Ken humano' brasileiro.


A cirurgia plástica em excesso tem um novo caso de alerta. Rodrigo Alves, o 'Ken humano' brasileiro, se tornou notícia após uma internação por ter contraído uma bactéria devoradora de carne. De acordo com o tabloide britânico The Mirror, ele havia passado por um novo procedimento cirúrgico no nariz há três meses, mas a cartilagem usada foi rejeitada.

Rodrigo é comissário de bordo, consultor de imagem e promotor de eventos na Europa. Tudo para bancar as cirurgias plásticas que, segundo ele, já lhe custaram mais de R$ 1,6 milhão. "É terrível e eu estou tentando voltar para Londres o mais rápido possível para obter ajuda", disse ele em sua conta no Instagram, como legenda da foto em que exibia o rosto cheio de curativos após passar por uma reconstrução no nariz em um hospital na Espanha.

Nesta quinta-feira, Rodrigo Alves acenou uma possível recuperação e tranquilizou seus seguidores: "Obrigado a todos que me mandaram inbox hoje. Eu só quero dizer que estou muito bem e está tudo sob controle agora... Não se preocupem e a vida continua", escreveu.

Outro caso

O modelo mineiro Celso Pereira Borges, igualmente conhecido como Ken Humano, que morreu em junho do ano passado após descobrir um câncer, também precisou ser internado após complicações em razão do excesso de cirurgias plásticas.

A trajetória de sucesso foi temporariamente interrompida desde que o modelo passou mal em dezembro de 2014, quando foi passar o Natal com a família em Araxá e teve que ser internado devido a problemas relativos à aplicação do hidrogel, produto usado principalmente para preenchimento e aumento de volume em regiões como o bumbum e as coxas. Depois, Celso foi transferido para Patos de Minas, onde acabou descobrindo que seu problema era muito mais grave e não tinha nenhuma relação com a aplicação do hidrogel: ele sofria de Leucemia Linfóide Aguda Philadelphia positivo.



Estado de Minas 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário