Home » » Anísio Maia diz que gravações confirmam que é golpe

Anísio Maia diz que gravações confirmam que é golpe


Pesquisa divulgada pelo Ibope Inteligência na última segunda-feira aponta que, para 63% da população, foram os interesses privados dos deputados e senadores que afastaram a presidenta Dilma Rousseff. Nesta quarta-feira, 25, na Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado Anísio Maia (PT) afirmou que  os áudios das gravações do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, com os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL), não deixam dúvidas quanto à natureza golpista do impeachment.

"Não há mais nenhuma dúvida. Tudo o que dissemos antes foi comprovado. Este governo golpista de Michel Temer veio para acabar com qualquer investigação séria no Brasil. Tiraram Dilma para barrar a Lava Jato. Não sou eu quem diz, mas o próprio Romero Jucá. O golpe é para isto, para preservar a corrupção e atacar os direitos dos trabalhadores", afirmou o deputado.

Anísio Maia registrou que o senador Romero Jucá aparece nas conversas como articulador do golpe, construindo, junto com o grupo do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a ida de Temer à presidência. "A ministra do STF, Rosa Weber, pediu explicações a presidenta Dilma sobre a palavra golpe, mas, Jucá já explicou tudo, detalhadamente. É preciso até agradecer a Jucá. Já estávamos cansados de explicar porque chamamos este  impeachment de golpe. Com a explicação do senador, o assunto está encerrado. Este governo é golpista e ilegítimo", analisou. 

Para Anísio Maia, trata-se agora de resistir ao governo golpista. "O golpe é contra a democracia e contra o povo. Já inventaram um déficit fiscal gigantesco para ser usado como argumento para um grande arrocho. Nenhuma medida do governo golpista desagradou os mais ricos. Apenas o povo paga a conta. Já disseram que o SUS é muito grande, já suspenderam o 'Minha Casa, Minha Vida', já anunciaram ataques à previdência e vem aí muito mais, caso não haja resistência popular a este golpe", concluiu.



ascom
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário