Home » » PICUÍ: Unidade Básica de Saúde do bairro Pedro Salustino mais uma vez sem médico.

PICUÍ: Unidade Básica de Saúde do bairro Pedro Salustino mais uma vez sem médico.


No momento crucial em que o município enfrenta um surto de dengue, zika e chikungunya, a Unidade Básica de Saúde PSF 8, localizado no bairro Pedro Salustino mais uma vez fica sem médico, Carol médica do PROVAB foi embora, dizem que foi devido problemas de saúde. O atendimento agora se restringe ao odontológico, básico, vacinas e entrega de medicamentos.  

Os pacientes estão sendo orientados a procurar o Hospital Regional, já abarrotado com a procura por atendimentos. Uma outra opção poderia ser distribuir o atendimento com outros postos de saúde, que já tem deficiências.

Até quando ficaremos sem esse profissional? Vale lembrar que consultas com especialistas se faz necessário o encaminhamento do médico da área. E os pacientes que necessitam de vistas domiciliares como fica?

O PSF 8 atende aos usuários dos bairros Pedro Salustino, Monte Santo, algumas ruas do centro e algumas ramificações da zona rural.

Com a palavra a administração municipal.  


PROVAB
O PROVAB serve como degrau entre a graduação e a pós-graduação, aprimorando a formação profissional do recém-formado, que, além de conhecer de perto a realidade dos usuários do SUS, atuando junto com as comunidades de forma supervisionada, tem acesso ao curso de especialização em Atenção Básica, disponibilizado pela Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS).

Para tanto, é oferecida aos médicos, como forma de incentivo, uma bolsa no valor de dez mil reais, devendo o profissional cumprir a carga de 32 horas semanais de atividades práticas nas unidades de saúde e 8 horas de atividades acadêmicas no curso de especialização em Atenção Básica.

Além disso, os médicos do PROVAB têm direito à pontuação adicional de 10% nas provas de residência médica, desde que aprovados em todas as avaliações realizadas.

O profissional PROVAB é avaliado constantemente por um supervisor direto e pela equipe da unidade de saúde em que o médico atua, sendo observada principalmente a sua capacidade de trabalho em equipe, a qualidade do atendimento e o tratamento humanizado aos pacientes.

Os médicos aprovados nas atividades estabelecidas nas atividades pelo Programa e que tenham recebido nota mínima de 7 (sete) pontos são considerados com “conceito satisfatório”, recebendo como benefício a pontuação adicional de 10% nos exames de residência médica, sendo este um dos fatores mais atrativos do PROVAV para o médico recém-formado.


Francisco Araújo
Com Tudo Sobre o Provab
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário