Home » » Universitários Picuienses passam por momento assustador ao voltarem de Campina Grande.

Universitários Picuienses passam por momento assustador ao voltarem de Campina Grande.


Na noite desta terça feira (22), os universitários de Picuí que estudam em Campina Grande passaram por um momento assustador ao retornarem pra casa. De acordo com o relato de uma estudante postado num grupo de whatsApp; ao passarem em Barra de Santa Rosa o ônibus que viajavam foi seguido por um veiculo em atitudes estranhas e quando chegaram no trevo que dá acesso a Cuité, outro veículo tomou a frente, sem dá passagem, sem poder passar o motorista do ônibus pensou rápido e entrou imediatamente para Baraúna de onde pediram ajuda a guarnição policial de Picuí, que prontamente atendeu aos universitários e escoltou o ônibus até chegarem a Picuí.

A movimentação policial na cidade foi registrada por alguns populares que ainda se encontravam no centro da cidade por volta de meia noite. 


No relato da universitária não fala sobre o destino do 1º veículo que os seguiram desde Barra.

Entenda melhor a situação conferindo abaixo o relato da universitária: 

“Quando a gente saiu de Barra um carro começou a acompanhar o ônibus, estava sempre ligado em luz alta, o motorista colocou o ônibus na contra mão diversas vezes pra da passagem pro carro passar, mas o carro não passou nenhuma vez, ai o motorista começou correr e disse que não parava por nada porque era ‘pantinho’, quanto mais o motorista corria mais o carro acompanhava, não desgrudava nenhum minuto do ônibus, chegando no trevo de Cuité tinha um carro branco parado, e quando viu que o ônibus se aproximava começou a andar, o motorista tentou passagem mais o carro não deixou, quando chegou perto do trevo de Baraúna o motorista apagou as luzes do ônibus e entrou direto para Baraúna, quando olhamos o carro branco que ia na frente parou sentindo a falta do ônibus. Ai a gente chegou em Baraúna e se escondeu na casa de uma menina, nisso o carro branco tava rodando em Baraúna segundo disseram que viram o carro todo fechado andando. Ai a gente ligou pra policia e esperou que fossem buscar a gente pra poder chegar a Picuí”.



Francisco Araújo 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário