Home » » ALPB se prepara para receber mais um suplente.

ALPB se prepara para receber mais um suplente.


As mudanças para beneficiar suplentes não pararam ainda na Assembleia Legislativa da Paraíba. Dessa vez foi o deputado Manoel Ludgério - mais votado em todo o estado - que oficializou o afastamento para assumir uma Secretaria na Prefeitura Municipal de Campina Grande. A saída do parlamentar foi mais uma articulação eleitoral que vai mexer com os três suplentes da sua coligação, já que dois devem negar a suplência para dar a vez ao ex-deputado Guilherme Almeida (PSC), que é o terceiro suplente. A nova mudança afasta parlamentares que foram eleitos com votos expressivos e cede espaço para suplentes com pouca representatividade.

Com a saída de Ludgério, quem deveria assumir a vaga é Carlos Batinga, primeiro suplente da coligação. Porém, ele já confirmou que não tem pretensões de ocupar a 'cadeira' no Poder Legislativo. Para não perder a suplência, ele deve tomar posse até a próxima segunda-feira e se licenciar em seguida. Batinga é atualmente secretário de Mobilidade Urbana de João Pessoa e destacou que vai focar nas ações da pasta ocupada por ele.

Segundo o secretário Legislativo da ALPB, Washington Rocha, caso Carlos Batinga se afaste quem será convocada é a segunda suplente Eva Gouveia (PSD). A ex-deputada já declarou que também não pretende assumir a vaga de Ludgério. Eva Gouveia era secretária de Ação Social da Prefeitura de Campina Grande. Por causa da articulação na Casa, foi exonerada para não perder a suplência e vai permanecer deputada (assim que for convocada) por pelo menos duas semanas. Em seguida passa a vez para Guilherme Almeida. Ela deve ser chamada já na próxima semana.

A 'dança das cadeiras' dessa vez foi articulada por parlamentares e suplentes que têm maioria de votos em Campina Grande. Com a nova mudança, a Assembleia Legislativa retorna do recesso com oito suplentes e oito deputados afastados para beneficiar os colegas. Do total de licenciados, metade saiu para assumir uma secretaria no Executivo. Os outros devem se empenhar nas eleições deste ano apoiando prefeitos nos municípios que têm base eleitoral. 

Entre os que se licenciou, Manoel Ludgério foi o mais bem votado. Em seguida vem Ricardo Marcelo (PMDB), Lindolfo Pires (Pros) e Ricardo Barbosa (PSB). Entre os suplentes, os que mais obtiveram votos foram  Antônio Mineral (PSDB), Jullys Roberto (PMDB) e Hervázio Bezerra (PSB).

As substituições

Antônio Mineral (PSDB) - Ricardo Marcelo (PMDB)
Arthur Filho (PRTB) - Buba Germano (PSB)
Emano Santos (PTN) - Inácio Falcão
Hervázio bezerra (PSB) - Lindolfo Pires (PROS)
Jullys Roberto (PMDB) - Jeova campos
Olenka Maranhão (PMDB) - Trócolli Júnior (PROS)
Raoni Mendes (DEM) - Ricardo Barbosa (PSB)
Guilherme Almeida (PSC) - Manoel Ludgério (PSD)



Jornal Correio 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário